Economia

Executivo pode aprovar Plano de Desenvolvimento Industrial

Um plano de desenvolvimento industrial, elaborado pelo Ministério da Indústria e Comércio, vai ao Conselho de Ministros, em breve, para apreciação e aprovação.

28/11/2022  Última atualização 06H20
Ministro da Indústria e Comércio, Victor Fernandes © Fotografia por: DR

A informação foi avançada pelo ministro da Indústria e Comércio, Victor Fernandes, à margem da 17.ª Cimeira Extraordinária dos Chefes de Estado e de Governo da União Africana sobre a Industrialização e Diversificação Económica, realizada recentemente, em Niamey, no Níger.

"Trata-se de um plano que queremos levar à aprovação do Conselho de Ministros, brevemente, e que ele seja executado no próximo quinquénio”, explicou.

Victor Fernandes disse também que "esse plano preconiza, essencialmente, a criação e infra-estruturação dos parques de desenvolvimento industrial, quer os rurais, quer aqueles que se dedicam à actividade industrial, nomeadamente o Pólo Industrial da Catumbela e Pólo Industrial de Viana, mas com um enfoque na agricultura”.

Industrialização

Sobre o tema da cimeira, o ministro entende que o desenvolvimento do continente passa pela industrialização, tendo em conta que é através da indústria que se consegue criar postos de trabalho para os jovens.

"África, neste momento, enfrenta o dilema de ser das zonas mais potencialmente ricas, mas que vende, essencialmente, matérias-primas para fora. O objectivo é criar condições para que, ao invés de vendermos matéria-prima, vendamos produtos com valor acrescentado. E esses produtos são os industrializados”, referiu.

A cimeira analisou o Relatório da Reunião conjunta dos ministros da Indústria e da Economia e definiu que cinco por cento do Produto Interno Bruto de cada país seja canalizado para a industrialização.

"Estamos em crer que se atingirmos essa meta, em conjunto, teremos condições para o futuro do desenvolvimento do nosso continente”, frisou.

Factor determinante

Segundo o ministro Victor Fernandes, a cimeira analisou igualmente a aceleração da implementação da Zona de Comércio Livre Continental Africana, como um factor determinante para a industrialização.

"Só se comercializa o que estiver produzido e quem produzirá é a indústria, seguramente”, reforçou.

Victor Fernandes deu a conhecer, que o Banco Africano de Desenvolvimento vai apoiar projectos de desenvolvimento industrial.

"Tivemos a feliz notícia de que o BDA fez uma boa colheita de potenciais financiadores. Estamos a falar na ordem dos triliões de dólares, o que significa que haverá, em princípio, disponibilidade financeira para apoiar os projectos de desenvolvimento industrial dos países”, concluiu.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia