Regiões

Executivo elogiado no tratamento dos refugiados

Os adidos militares de sete países com representação diplomática em Angola elogiaram esta quarta-feira (27) o Governo angolano pela observância dos Direitos Humanos no acolhimento dos refugiados da República Democrática do Congo (RDC) que se encontram no assentamento do Lóvua (Lunda-Norte).

27/10/2021  Última atualização 20H11
Adidos militares © Fotografia por: Edições Novembro

Para o porta-voz da delegação, coronel Paulo Vaz, os 6.500 refugiados que se encontram no Lôvua "estão a ser bem tratados e com direitos devidamente salvaguardados em termos de assistência humanitária”, acrescentado, que o local oferece segurança.

"Com a supervisão e monitoramento do Alto-Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), o governo angolano soube cumprir as normas e Tratados Internacionais sobre a protecção e promoção dos Direitos Humanos”, reconheceu o responsável.

Paulo Vaz referiu, igualmente, que além de condições humanas, o local possibilita a prática da agricultura para o auto-sustento das famílias refugiadas.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões