Mundo

Europa é o "aliado mais fiável de África"

Os chefes de diplomacia do actual trio de presidências do Conselho da União Europeia (UE), assim como da próxima, França, consideram que a Europa é destacadamente o "aliado mais fiável de África" e defendem o aprofundamento da cooperação.

26/10/2021  Última atualização 16H15
© Fotografia por: DR

posição consta de uma carta conjunta divulgada por ocasião da II reunião de ministros dos Negócios Estrangeiros de União Africana (UA) e UE, que decorre hoje no Ruanda, assinada pelos ministros Heiko Maas (Alemanha), Augusto Santos Silva (Portugal) e Anze Logar (Eslovénia), o trio de presidências da UE entre o segundo semestre de 2020 e o corrente, bem como por Jean-Yves Le Drian, o chefe de diplomacia de França, que em 1 de Janeiro de 2022 assume a liderança rotativa do Conselho.

Começando por assinalar que esta reunião em Kigali "é de particular importância, uma vez que irá preparar o palco para a próxima cimeira UA-UE", prevista para Fevereiro de 2022 em Bruxelas após sucessivos adiamentos devido à pandemia de covid-19, os quatro ministros reiteram que a parceria com África é "uma prioridade chave" das suas políticas externas.

"Não é só a geografia que faz da Europa e da África aliados naturais. Ambos os continentes partilham um profundo apego aos princípios do multilateralismo, à cooperação internacional e à ordem internacional baseada em regras. Os nossos futuros políticos, económicos e sociais estão ligados entre si", sustentam.

Os ministros de Alemanha, Portugal, Eslovénia e França observam que têm noção de que "outros atores globais se aperceberam, com razão, da considerável importância económica e geoestratégica do continente", mas destacam então que "a Europa permanece, de longe, o principal parceiro comercial da África, o maior investidor e o seu aliado mais fiável na busca da paz e da segurança".

"As três presidências consecutivas do Conselho da União Europeia asseguradas pela Alemanha, Portugal e Eslovénia e a próxima, pela França, apoiaram fortemente a visão de uma parceria política renovada e de reforço mútuo entre a África e a Europa, que estabelece novas funções para ambas as partes", sublinham, enumerando vários eventos por si promovidos, como foi o caso do Fórum de Alto Nível de Investimento Verde UE-África, co-organizado por Portugal e pelo Banco Europeu de Investimento (BEI), em Abril passado, durante a presidência portuguesa.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo