Especial

Eugénia Neto no acto decorrido em Lisboa

A viúva do primeiro Presidente de Angola, Maria Eugénia Neto, participou, ontem, em Lisboa, nas cerimónias alusivas ao Dia do Herói Nacional, este ano divididas por duas distintas actividades.

18/09/2021  Última atualização 08H00
Eugénia Neto esteve na homenagem ao marido © Fotografia por: DR
No início da manhã, acompanhada pelo embaixador de Angola em Portugal, Carlos Alberto Fonseca, pela embaixatriz e por membros do corpo diplomático nacional acreditados neste país, Maria Eugénia Neto depositou uma coroa de flores no busto do Herói Nacional, localizado nas instalações da Missão Diplomática Angolana em Lisboa.

De seguida, sempre na companhia do embaixador Carlos Alberto Fonseca, da embaixatriz, membros do corpo diplomático e alguns convidados, numa cerimónia restrita devido aos condicionalismos impostos pela Covid-19, Maria Eugénia Neto assistiu a uma palestra intitulada "A poesia na vida de Agostinho Neto”, proferida pela escritora angolana Rosária Manuel da Silva.

Intercalada por momentos culturais, a cargo de membros da comunidade Angolana em Portugal, a palestra passou em revista a vida e a obra de Agostinho Neto, nas suas diferentes vertentes, sublinhando os aspectos mais marcantes no seu percurso intelectual, político e humanista.

Antes, o embaixador Carlos Alberto Fonseca, numa breve alocução, recordou a incontornável importância de Agostinho Neto na história de Angola e apelou para que a juventude siga o seu exemplo de "nacionalista convicto, comprometido com os interesses da Pária e empenhado na luta para que Angola conquistasse a independência e fosse um país melhor para todos os seus filhos”.

Rosária da Silva nasceu em Kafofo, no Golungo Alto, província do Kwanza-Norte. É compositora, poetisa, declamadora, contista, cantora e membro fundador da Brigada Jovem de Literatura de Angola. Foi presidente do conselho fiscal da União dos Escritores Angolanos, membro da União dos Artistas e Compositores Angolanos, da Associação de Mulheres Jornalistas Angolanas e do Sindicato dos Jornalistas Angolanos, entre outros.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Especial