Regiões

Estudantes detidos por falsificação de talões de pagamento de propinas

A Polícia Nacional e o Serviço de Investigação Criminal no município da Caála, província do Humabo, detiveram quatro cidadãos nacionais, estudantes do Instituto Superior Politécnico da Caála (ISPC), com idades compreendidas entre os 27 e 28 anos, implicados em falsificação de talões de pagamento de propinas.

19/05/2022  Última atualização 10H28
© Fotografia por: CEDIDA | PN

A detenção acorreu, na segunda-feira, e foi possível mediante uma denúncia e consequente investigação dos factos, que dava conta que os estudantes em causa vinham pagando suas propinas de forma fraudulenta, há bastante tempo e realizado a confecção e venda de talões falsos aos demais estudantes.

Após denúncia, as forças de segurança desencadearam diligências naquela Instituição académica privada, sito na rua Hoji-Ya-Henda, município da Caála, culminando com a detenção dos implicados e a apreensão dos seguintes meios que eram usados para a falsificação dois monitores, dois teclados, uma impressora, um CPU, um mouse, um carregador, uma ficha tripla e um cabo de alimentação.

O referido Instituto detectou 62 talões falsos, passados em nome de 23 estudantes, tendo resultado num prejuízo avaliado em 1.732.000,00.

Os estudantes ora detidos serão presentes, ao Ministério Público, para os procedimentos legais. Enquanto isso, prosseguem diligências para a detenção de outros estudantes, envolvidos no aludido crime, refere um comunicado de imprensa da Polícia Nacional publicada no Facebook.

 

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões