Cultura

Espectáculo de arte cria fusões rítmicas

Analtino Santos

Jornalista

O artista português Jas e a Orquestra Ango-Jazz apresentam hoje, a partir das 19h00, na Casa das Artes de Talatona, em Luanda, o espectáculo “Dissonância Concerto Desenhado”.

05/10/2021  Última atualização 11H32
Jas (à direita) criou “Diapasão” com Manuela Pimentel © Fotografia por: DR
Jas, pseudónimo de João Alexandre, tem feito trabalhos em diferentes campos e actividades artísticas, como a instalação, a performance, o vídeo, a pintura, a cenografia e o desenho. Actualmente tem feito vários projectos individuais e em co-autoria com outros artistas.


A Ango-Jazz, formação liderada pelo pianista e director artístico Dimbo Makiesse, combina o Jazz com a música popular angolana. Composta por Roberto Zola (bateria), Benilson Gabriel (baixo), Jack Nsaka (bateria), Yasmane Santos (percussão), King Jaime e Amadeu (guitarra), Araújo Mix e Johnny Master (saxofone), e Sebastião e Lukeny Sansão (trompete), a orquestra tem apostado em misturas de jazz com kilapanga, semba, massemba e tchianda.
"Diapasão”

A par do espectáculo de hoje, o artista Jas inaugurou, ontem, num trabalho conjunto com a criadora Manuela Pimentel, a mostra "Diapasão”, patente no Camões - Centro Cultural Português, em Luanda, até o dia 28.


"Diapasão”, com curadoria de Graça Rodrigues, do "This is not a White Cube”, é uma exposição de artes plásticas enquadrada no programa de actividades culturais do Camões e um programa cultural da Bienal de Luanda – 2021, organizada pelo Executivo angolano, a União Africana e a UNESCO.  A exposição resulta de uma parceria artística entre Manuela Pimentel e JAS, que mesmo seguindo com as carreiras individuais se apresentam nesta mostra como partes de um corpo uníssono em harmonia.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura