Cultura

Espaço Wuami arranca com residência artística

Analtino Santos

Jornalista

O movimento artístico e cultural tem um novo Centro de Artes, Pesquisa e Formação, denominado Wuami, uma associação sem fins lucrativos, criada pela artista plástica Ana Silva e a gestora Iracelma Almeida.

25/04/2022  Última atualização 07H55
Talentos emergentes exploram o potencial em residência © Fotografia por: DR

O centro, localizado na Samba, em Luanda, está em funcionamento desde o início deste mês, e abriu já uma residência artística, com oito artistas, que decorre durante nove meses. A ideia, explicam os criadores, é procurar apreciadores de arte contemporânea que queiram apoiar artistas com potencial.

Ainda em fase embrionária, o projecto conta, nesta primeira fase da resdiência, com a participação de artistas emergentes como Jafeth, Sahrai, Raffa e Lucano. A escolha, explicou, Ana Silva, foi assente no trabalho demonstrado nos últimos anos por estes talentos.

A gestora Iracelma Almeida adiantou que a residência artística vai dar, também, ênfase à pesquisa e formação. "Os participantes vão ter cursos de pintura, desenho, fotografia e vídeo, ministrados por profissionais especializados. Depois vamos dar aulas de história e antropologia, úteis ao processo criativo”, esclareceu.

Ao longo da residência, acrescentou, os participantes vão fazer viagens para explorar Angola, conhecer novas culturas, de forma a tomarem contacto com outros hábitos e costumes e, deste modo, incluir diversidade ao seu trabalho.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura