Cultura

Escritores lamentam falta de livros

Amilda Tibéria

A falta de livros em muitas das bibliotecas nacionais é um percalço sem precedentes na busca pelo conhecimento e no desenvolvimento dos citadinos, defenderam, ontem, em Luanda, os autores Kanguimbu Ananaz e Betinho Freitas.

05/07/2021  Última atualização 08H00
© Fotografia por: DR
Os dois escritores, que participaram, a semana passada, numa palestra sobre "A importância das bibliotecas em Angola”, chamam à atenção para esta situação que tem criado muitos problemas nas pesquisas de muitos investigadores.

Actualmente, lamentam, as bibliotecas nacionais não têm material suficiente para servir de base de pesquisa de muitos autores. Kanguimbu Ananaz disse que, recentemente, decidiu fazer um trabalho sobre a literatura infantil e infelizmente encontrou pouca informação nos acervos por onde procurou informação. "Há muita falta de conteúdos e a situação precisa ser invertida o mais rápido possível”, adiantou.

O escritor Betinho Freitas partilha da mesma ideia e acrescentou já ter vivido situação semelhante. Por isso, defende mais atenção a este sector, assim como pede a  alguns escritores e leitores para doarem mais livros.

Outro aspecto fundamental, para Kanguimbu Ananaz, são os quadros das bibliotecas, alguns dos quais a necessitarem de maior capacitação, para terem o potencial suficiente e dar uma resposta adequada às solicitações.
A palestra foi realização por ocasião do 1 de Julho, Dia Mundial das Bibliotecas.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura