Cultura

Escritores angolanos vão ser divulgados no mercado francês

A Câmara de Comércio de Paris manifestou o interesse em promover escritores angolanos no mercado francês e junto das comunidades lusófonas que vivem em França, refere uma nota da Embaixada de Angola naquele país europeu.

08/06/2024  Última atualização 14H00
Guilhermina Prata recebeu Isabel de Oliveira e Gérald Barbier © Fotografia por: DR

De acordo com o documento, o interesse foi manifestado durante uma audiência que o presidente da Câmara de Comércio de Paris, Gérald Barbier, e a professora da Universidade de Sorbonne, que preside ao Instituto do Mundo Lusófono, Isabel de Oliveira, manteve com a embaixadora de Angola em França, Guilhermina Prata.

Gérald Barbier e Isabel de Oliveira apresentaram à embaixadora Guilhermina Prata a intenção de cooperar em vários domínios, entre os quais a promoção de jovens ligados à ciência e cultura, junto dos falantes da língua francesa e a participação no Fórum da Luso-Francofonia em Paris, marcado para o mês de Setembro.

O Fórum da Luso-Francofonia vai decorrer sob o lema "Chave” e será dedicado a empresários, representando uma oportunidade única para "networking" entre os falantes das duas línguas. Além disso, refere o comunicado, o fórum vai promover a gastronomia e a cultura dos países participantes, oferecendo uma plataforma para a exposição de produtos e serviços em Paris.

A embaixadora de Angola em França destacou a importância de facilitar a aproximação entre os dois países por meio de intercâmbio comercial e de sectores produtivos.

A professora Isabel de Oliveira expressou a intenção de realizar, em 2026, em Angola, a sexta edição do Fórum da Luso-Francofonia, oportunidade que servirá para reforçar os laços culturais e comerciais entre os países lusófonos e francófonos.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura