Cultura

Escritor Nituecheni Africano arrebata prémio literário Fox USA

O escritor angolano Nituecheni Africano, pseudónimo literário de Eugénio Afonso Gaspar, arrebatou a 25.ª edição do prémio de literatura dos Estados Unidos, denominado FOX USA 2024, com o livro intitulado “O Recluso - O Princípio e o Fim de uma Injustiça”.

09/06/2024  Última atualização 09H47
Escritor mostra preocupação por não conseguir viver das artes © Fotografia por: DR

A obra, lançada em Angola no mês de Agosto de 2023, na sede da União dos Escritores Angolanos (UEA), tem 150 páginas e está dividida em 12 capítulos. É um romance policial que aborda temas sobre o tráfico de influências, abuso de poder, segredos de um réu e do juiz, assim como a sapiência e a astúcia de um advogado.

Nituecheni Africano disse que o livro foi oficialmente lançado na sede da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa CPLP em Portugal, a convite da Casa de Cultura de Angola em Lisboa, e a partir daquele momento foi circulando em vários pontos do mundo.

Disse que um dos elementos fundamentais da promoção da obra foram as feiras literárias, sobretudo nos países da América Latina, onde o escritor participou de uma feira e aproveitou para vender e divulgar as suas obras. Foi também destas feiras que teve a oportunidade de conhecer a editora brasileira Roco, com a qual assinou um contrato de dois anos e tem a responsabilidade de publicar e negociar os seus livros nas plataformas digitais.

A referida editora teve o encargo de traduzir para a língua inglesa o livro "O Recluso-O Princípio e o Fim de uma Injustiça”, conseguindo colocá-lo na 25ª edição do prémio literário dos Estados Unidos da América, denominado FOX USA 2024.

"Eu já tinha concorrido por duas vezes e fui sempre relegado para um escalão inferior, porque a anterior tradução não foi aceite e depois do reparo da editora, a inscrição do livro foi aceite em Fevereiro deste ano. No mês passado começou a votação, onde o vencedor conseguiu 5 mil votos, contra os 3 mil do escritor nigeriano Obiami, um veterano da literatura africana”, contou Nituecheni Africano.

O prémio vai ser entregue no próximo dia 12 de Agosto, na cidade de Nova Iorque, na sede da FOX, onde para além do troféu e da medalha vai ser entregue ao vencedor um cheque no valor de 16 mil dólares, mais dois mil exemplares de livros para serem comercializados no mesmo dia no mercado do livro da FOX.

Segundo o escritor, o momento de venda de livros nos Estados Unidos vai ser uma oportunidade para projectar a literatura e a cultura angolana nos Estados Unidos.

Para além dos prémios já indicados, o livro "O Recluso - O Princípio e o Fim de uma Injustiça” vai ter a oportunidade de ser adaptado num filme que será gravado pela FOX e que brevemente chegará às telas cinematográficas do mundo inteiro.

Com estas acções da FOX, o autor ganha o best-seller, que significa autor de um livro que é sucesso de vendas ou um dos melhores livros, que garante à partida uma marca indelével na carreira do escritor, que ganha mais visibilidade no mundo.

O escritor revelou que, para alcançar esta marca, valeu a sua persistência, o que lhe valeu nos últimos dois anos vários prémios literários.

"Estou a viver da literatura”

Nituecheni Africano revelou ao Jornal de Angola que está a viver à custa da literatura, sendo esta a sua principal actividade e fonte dos seus rendimentos.

"Está a ser possível viver da literatura, pelos prémios que tenho conquistado, através da visibilidade que estou a ganhar no estrangeiro”, porque santos de casa não fazem milagres, disse.

O escritor lamenta que não possa viver da literatura com os proventos no país com a venda dos livros, mas sim pela sua acção no exterior, com destaque para a América Latina e agora promete explorar o portentoso mercado norte-americano.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura