Sociedade

Escolas registam baixo aproveitamento de alunos

Os alunos da província do Uíge tiveram resultados muito baixos, durante o primeiro trimestre do presente ano lectivo, revelou, esta-feira (21), o chefe do Departamento de Educação e Ensino do Gabinete Provincial da Educação.

22/01/2022  Última atualização 08H05
Alunos devem redobrar esforços para melhorar avaliações © Fotografia por: DR
Tavares dos Santos Muhongo avançou que a avaliação foi obtida de uma análise que se fez dos indicadores dos resultados que algumas escolas apresentaram sobre o desempenho dos seus alunos.

"Boa parte dos resultados escolares não foi abonatória. Tivemos escolas que apresentaram o dobro de maus resultados”, disse o chefe de departamento, depois de assegurar que o sector já tem traçado estratégias para a correcção deste quadro.

Tavares Muhongo referiu que a informação acima avançada é feita com base em dados provisórios, porquanto, no final deste mês, a instituição vai dispor dos resultados globais da província sobre o aproveitamento escolar desta primeira etapa lectiva, que, desde já, os considera insatisfatórios.

Na qualidade de estrutura intermédia, quanto à aplicação e interpretação das políticas educativas, o departamento elaborou uma programação, no sentido de se apurar as reais causas que motivaram os maus resultados dos alunos.

"Orientamos que devemos trabalhar com os coordenadores de disciplina, classe e de turma, para a operacionalização da instrução, através da concepção de micro-projectos de melhoria na execução dos planos previamente elaborados”, disse.

Esta estratégia, assegurou, vai permitir que se apure as causas do déficit na aprendizagem, que foi registado no primeiro trimestre e melhorar os rendimentos no segundo período lectivo.

Tavares Muhongo salientou que esse mecanismo é seguro para identificar as zonas fracas do ponto de vista da construção das aprendizagens e da gestão pedagógica das escolas, permitindo saber onde os alunos apresentam maiores problemas.

O chefe de departamento disse se tratar de um plano de melhoria do rendimento escolar dos alunos, que será operacionalizado a nível da gestão escolar e, depois, comparado no final do segundo trimestre.

Silvino Fortunato/Uíge

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade