Regiões

Escassez de betuminoso dificulta conclusão de obras no Lubango

Domingos Mucuta | Lubango

Jornalista

A escassez de betuminoso no mercado, produto imprescindível para a construção de estradas de qualidade, está na base do interregno registado na execução das obras Integradas no Lubango, na Huíla, disse esta quinta-feira, o governador da província, Nuno Mahapi.

23/09/2021  Última atualização 17H24
Governador da província, Nuno Mahapi © Fotografia por: ARIMATEIA BAPTISTA | EDIÇÕES NOVEMBRO

"As informações sobre falta de recursos financeiros para continuidade das obras são especulativas, porque os trabalhos foram interrompidos, sobretudo nos últimos troços devido às dificuldades registadas pelo empreiteiro para adquirir o betuminoso”, esclareceu em declarações à imprensa.

 

Nuno Mahapi esclareceu ainda que o mercado registou carências de betuminoso nos últimos meses, tendo o empreiteiro reportado a dificuldade em adquirir este material.

 

"Temos informações que a situação já foi superada. A empresa construtora informou que já existe betuminoso na nossa praça e acredito que avançam nos troços em falta”, disse.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões