Cultura

Enigma Teatro e Damba Maria actuam em Moçambique

Manuel Albano

Jornalista

As companhias angolanas Enigma Teatro (Luanda) e Damba Maria (Benguela) são as escolhidas para representar o país, este ano, no Festival Internacional Teatro de Inverno (FITI), que começa a 27 de Maio e decorre até 12 de Junho, nas cidades de Maputo e Beira, em Moçambique.

28/04/2022  Última atualização 10H05
Lesliana Pereira e Jaime Joaquim dão vida ao espectáculo dramático “Casados e Cansados” que é apresentado no festival © Fotografia por: DR

A exibição dos grupos angolanos está prevista para os dias 5 e 13 de Junho.  O convite, explicaram, surgiu depois da primeira participação do Enigma no festival, com a peça "A Grande Questão”,  na 15ª edição, e de forma online na 17ª edição.

Desta vez, o grupo participa com a peça "Casados e Cansados”, sobre a vida de um casal que procura sempre a experiência dos mais velhos para resolver os problemas no casamento. Apesar de ser uma história simples, sem um contexto social e cultural concreto, a peça, com a duração de 50 minutos, é uma sátira, que tem como director artístico Tony Frampênio e conta no elenco com os actores Jaime Joaquim e Lesliana Pereira.

A luta pela sobrevivência de três guerreira, que lutaram para a conquista da Independência Nacional é a proposta do grupo Damba Maria, de Benguela, para o festival. A peça, intitulada "Heroínas Sem Nomes” é um dos destaques da festa do teatro em Moçambique.

O grupo angolano, que tem realizado espectáculos em vários locais, participa, pela primeira vez, no festival, onde tem a oportunidade de mostrar potencial artístico num drama sobre três mulheres dispostas a tudo para ver o país livre da opressão colonial.

Ao longo do espectáculo, cada uma das personagens vai narrando a sua trajectória e o contributo prestado pela mulher angolana à luta de libertação nacional. A peça foca um pouco na actuação dos três principais movimentos de libertação de Angola na época.

O director do grupo, Adérito Tchiuca, disse, ontem, ao Jornal de Angola, que vão levar participar no festival com apenas quatro membros, devido os custos da viagem. A caravana, adiantou, inclui o próprio Adérito Tchiuca, o actor Wilson Ferreira e as actrizes Arminda Mateia e Maria. "Estamos com alguns problemas financeiros, que esperamos ultrapassar para termos uma participação positiva no festival”, disse.

 O festival

O Festival Internacional Teatro de Inverno (FITI), actualmente na 18ª edição, é organizado desde 2004, em Moçambique, com carácter anual e internacional, pela Associação Cultural Girassol. Este ano, o festival conta com a participação de companhias de teatro de Moçambique, Angola, África do Sul, Brasil e Portugal.

Ao longo da actividade estão ainda previstas a realização de seminários, debates e lançamento de livros. Ao contrário das edições anteriores, este ano, o festival acontece em duas cidades, sendo a primeira semana na cidade da Beira e as últimas em Maputo.

A escolha da cidade da Beira, explicou a organização em comunicado de imprensa, na página oficial do festival, foi no sentido de começar a expandir a actividade.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura