Sociedade

Eni vai formar cerca de 100 profissionais de cardiocirurgia

A petrolífera italiana Eni e o Ministério da Saúde assinaram, esta segunda-feira, um memorando de entendimento para a formação de até 100 profissionais de cardiocirurgia, para atender perto de 250 pacientes ao ano e re-forçar os serviços de hospital especializado

28/06/2022  Última atualização 11H15
A formação é fundamental para que o atendimento continue a ter a qualidade necessária © Fotografia por: DR

A ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, e o director-geral da Eni, Adriano Mongini, foram os subscritores do memorando de entendimento, cuja cerimónia decorreu no Complexo Hospitalar de Doenças Cardiopulmonares Cardeal Dom Alexandre do Nascimento, em Luanda.

O memorando, segundo a Lusa, vai permitir a formação de até 100 profissionais de cardiocirurgia para atender um número estimado de 250 pacientes por ano e reforçar os serviços cardiovasculares do complexo hospitalar.

"Ao abrigo do memorando, a Eni reforçará os serviços cardiovasculares do Complexo Cardeal Dom Alexandre do Nascimento, fortalecendo a capacidade de cirurgia cardiovascular, através da criação de um programa de formação para criar um serviço de cirurgia cardíaca sustentável”, lê-se num comunicado citado pela agência portuguesa de notícias.

A petrolífera apoiará, também, o serviço cardiovascular do hospital através da prestação de intervenções cardiocirúrgicas e prestará suporte técnico à gestão do hospital, concentrando-se na Administração Hospitalar, Gestão de Recursos Humanos e Engenharia Médica.

A Eni, presente em An-gola desde 1980, além de projectos comunitários de saúde, tem também outras iniciativas sociais centradas no acesso à Energia, Água e Agricultura, através de uma abordagem integrada e contínua.

Actualmente, a Eni é operadora dos blocos 15/06 Cabinda Norte, Cabinda Centro, 1/14, 28 e em breve NGC. Além disso, a Eni tem uma participação nos blocos não operados 0 (Cabinda), 3/05, 3/05A, 14, 14 K/A-IMI, 15 e em Angola LNG.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade