Economia

Empresas angolanas expõem potencial na "Macfrut" da Itália

Angola apresentou o potencial que possui no domínio da produção de frutas e vegetais na 39ª edição da Macfrut 2022, em Rimini (Itália) que decorreu de 4 a 6, no dia dedicado ao continente africano, e foi marcado com palestras e pela degustação de produtos de Angola.

07/05/2022  Última atualização 12H20
© Fotografia por: CEDIDA

A Exposição Internacional de Frutas e Vegetais em em Rimini que decorreu em simultâneo com o sector avícola contou com a presença de 830 expositores europeus e africanos, que procuram, na Itália, parceiros para dinamizarem projectos.

O administrador da Agência de Investimento Privado e Promoção das Exportações (AIPEX), José Chinjamba, que dissertou sobre a Lei de Investimento Privado em Angola, vantagens na arrecadação financeira dos valores investidos e as facilidades de criação de business-venture e na obtenção de vistos de entrada no território nacional.

No final, a delegação angolana e o presidente do Conselho de administração da Macfrut, Renzo Piraccini, analisaram um memorando sobre a possibilidade de levar ao país, um evento "Angola-Macfrut”, com empresas italianas e de outras nacionalidades.

Esta edição contou com a participação das empresas angolanas Girassol, Food-Care, Associação de Jovens Produtores Angolanos, BFA, Lando e Filhos, Peleangola, FMEA, e Grupo Comercial BAJU, entre expositores de outras nacionalidades, representando toda a cadeia de abastecimento desde a produção, tecnologia, embalagem, logística e serviços.

Como inovação, a Macfrut22 acolheu o Simpósio da Cereja, a primeira exposição europeia dedicada a especiarias e ervas oficinais, o Congresso da Fruta Tropical, com destaque para os abacates e a área dedicada a robótica.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia