Economia

Empresários visitam Região do Okavango

A Agência Nacional para a Gestão da Região do Okavango (ANAGERO) realizou, entre 1 a 10, uma visita de constatação “in loco” à Região angolana do Okavango, com o objectivo de fazer um levantamento de toda informação necessária e a realização de estudos preliminares indispensáveis para a apresentação das propostas finais de projectos de investimento nos municípios de Mavinga e Luengue-Luiana, na província do Cuando Cubango, afectas ao projecto.

18/10/2021  Última atualização 09H39
© Fotografia por: DR
De acordo com uma nota enviada ao Jornal de Angola, o presidente do Conselho de Administração, Rui Lisboa, apresenta um balanço positivo, tendo afirmado ainda que os empresários, ao longo da visita, ficaram maravilhados com as potencialidades naturais da Região, que são propícias para a implementação de projectos ecoturísticos e agronegócios.

"Apesar de todos reconhecerem a necessidade de melhoria das vias de acesso, os empresários manifestaram já a intenção de avançar na implementação dos seus projectos e só aguardam pelo aval do Governo na disponibilização de espaços para a construção das infra-estruturas ecoturistas nas áreas solicitadas para os investimentos”, acrescentou. A ANAGERO organizou esta visita em articulação com o Governo da Província do Cuando Cubango e o Ministério da Cultura, Turismo e Ambiente.

O encontro enquadra-se, igualmente, na necessidade de levar os investidores a "palpar” a realidade do terreno e muni-los de informações complementares para cumprir com todas as obrigações previstas na legislação angolana, em particular, a Lei das Áreas de Conservação, a Lei de Terras e a Lei do Investimento Privado.


Fizeram parte da caravana as seguintes organizações: Casa Civil do Presidente da República, Ministério da Cultura, Turismo e Ambiente, Governo da Província do Cuando Cubango, Caixa de Segurança Social das FAA (CSS/FAA), Organizações Coutadas Luiana (OCL), e Organizações N’kiela.

O rio Cubango (Okavango na Namíbia e em Botswana) é um rio da África Austral que faz a fronteira natural entre Angola e a Namíbia, país onde dá nome a duas das suas regiões. As águas deste rio fazem parte da bacia do Calaári. A nascente está nas "Boas Águas”, no município de Chicala-Choloanga, província do Huambo, no Planalto Central de Angola.


Após a nascente, corre em direção ao Sudeste, atravessando a faixa de Caprivi na Namíbia, desaguando no delta do Cubango, uma formação da bacia endorreica no deserto do Calaári no Norte do Botswana.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia