Economia

Empresa MASDAR garante 500 megawatts de energia

A empresa MASDAR, dos Emirados Árabes Unidos, anunciou sexta-feira(25), em Abu Dhabi, que vai produzir, em Angola, cerca de 500 mega- watts de energias renováveis nos próximos anos, em locais pré-identificados, refere uma nota do Ministério da Energia e Águas (MINEA).

26/11/2022  Última atualização 07H50
Governador do Banco Nacional de Angola fez o balanço da reunião do Comité de Política Monetária © Fotografia por: DR

O documento dá conta que uma delegação do MINEA, chefiada pelo ministro João Baptista Borges, encontra-se desde quinta-feira, nos Emirados Árabes Unidos, onde efectua uma visita de trabalho de cinco dias.

 A comitiva está nos Emirados Árabes Unidos (EAU) com o objectivo de estabelecer encontros técnicos de trabalho, com particular destaque para conversações com a empresa MASDAR, ligada à produção de energias renováveis, tendo havido, ontem à tarde, um primeiro contacto.

 O investimento da MASDAR surge à luz de um memorando de entendimento assinado com o Governo angolano, aquando da visita do Presidente João Lourenço aos EAU, em Dezembro do ano passado.

 O projecto será concretizado no âmbito do estabelecimento de um acordo comercial para investimento privado das entidades dos EUA.

 De acordo com a nota do MINEA, neste momento decorre a concertação a nível técnico entre as partes, a fim de se equacionar as questões pendentes e definirem-se as acções futuras para que o projecto de implantação de energias limpas da companhia tenha andamento.

 Além do encontro com os responsáveis da MASDAR, o ministro da Energia e Águas teve um outro com o director-geral da Agência Internacional para as Energias Renováveis (IRENA), Francesco La Camera, com quem tratou de questões relativas à cooperação entre Angola e aquele organismo criado a 26 de Janeiro de 2009. A IRENA comprometeu-se a dar suporte técnico e acesso a financiamentos de projectos no quadro das energias renováveis.

Angola aderiu ao IRENA desde a sua fundação e tem participado nas reuniões convocadas pela instituição vocacionada para a promoção da cooperação no domínio e desenvolvimento do uso das tecnologias das energias renováveis.

João Baptista Borges, que esteve acompanhado pelo embaixador de Angola nos Emirados Árabes Unidos, Albino Malungo (também representante permanente junto da IRENA), entregou, formalmente, um convite à entidade máxima da referida agência para assistir à inauguração do Centro de Energias Renováveis e de Eficiência Energética da África Central (CEREEAC), a acontecer em finais de Janeiro de 2023, em Luanda.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia