Economia

Embaixador anuncia missão empresarial egípcia a Angola

O embaixador de Angola na República Árabe do Egipto, Nelson Cosme, anunciou que uma delegação de empresários e investidores egípcios visitará o país, de 20 a 25 do corrente mês, para avaliar oportunidades de investimentos, principalmente nas áreas das indústrias e equipamentos, e dos transportes.

14/06/2022  Última atualização 00H22
© Fotografia por: DR

Numa entrevista publicada domingo pelo jornal Daily News Egypt, o diplomata refere que a iniciativa empresarial ocorre na sequência da mesa redonda de investimentos Angola-Egipto, realizada em Março último, aquando da visita do ministro das Relações Exteriores, Téte António, que resultou na produção de um relatório sobre as exportações de engenharia do Egipto para o país.

Na entrevista, ocorrida no final de uma visita às instalações do Daily News Egypt, o embaixador Nelson Cosme aborda a cooperação entre Angola e o Egipto, os resultados da deslocação do ministro Téte António, os projectos conjuntos no domínio da energia, o Fórum de Aswan sobre o desenvolvimento sustentável e a COP-27.

Cooperação

A cooperação entre Angola e o Egipto abrange muitas áreas, pois existem muitas empresas egípcias a trabalharem e com projectos em Angola, como a Elsewedy, Orascom e Arab Contractors, e todas contribuem para os processos de reconstrução e de desenvolvimento de Angola, afirmou o diplomata.

Outrossim, considera que o reforço da cooperação com o Egipto deve assumir uma orientação política e económica ao mesmo tempo e a todos os níveis.

Na entrevista, o embaixador Nelson Cosme elogiou o desenvolvimento das relações bilaterais com o Egipto, destacando o papel de liderança no apoio aos esforços de paz e estabilidade no continente africano, e a principal contribuição para o avanço da agenda conjunta africana 2063, sob a égide da União Africana.

Elogiou igualmente o apoio histórico do Egipto aos países e povos africanos, durante e após as lutas pela libertação do colonialismo.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia