Política

Elisa Rangel exorta maior aposta no capital humano

Elizandra Major

Jornalista

A juíza conselheira do Tribunal de Contas, Elisa Rangel, apelou às instituições públicas e privadas a apostarem mais no capital humano, de modo a garantirem mais dignidade e concretizar os objectivos dos direitos sociais.

22/06/2024  Última atualização 13H10
Juíza realçou a importância de se investir nos profissionais © Fotografia por: ARSéNIO BRAVO | edições novembro

Elisa Rangel, que dirigiu a conferência subordinado ao tema " O Imaginário dos Direitos Sociais e do Estado de Bem-Estar Social”, no lançamento da segunda edição da Revista Científica  A Guardiã, disse que o conhecimento é fundamental para o desenvolvimento e crescimento dos países.

Para a juíza conselheira, o investimento deve ser feito fundamentalmente no capital humano. A vida é curta, se não fizermos investimento as pessoas falecem, levam o pouco ou nada que absolveram enquanto foram vivas”, ressaltou.

No quadro da abordagem apresentada, Elisa Rangel disse que a mesma assume como excertos nos seus textos constitucionais, mas que não conseguiram ainda dar os passos seguintes para uma real performance”, referiu.

Justificou a abordagem da temática com a necessidade de o poder judicial e mais especificamente os tribunais de contas controlarem as estimativas orçamentais, pelos executivos, quando está em causa a realização dos direitos sociais, que materializam a dignidade da pessoa humana.

"A minha intervenção que designei por Imaginário dos Direitos Sociais e do Estado do Bem-Estar Social, apesar de enquadrada no painel sobre a protecção dos Direitos Sociais e a Crise do Estado do Bem-Estar Social, parece carecer de uma explicação em que se encontram os direitos sociais, naqueles países em que estes direitos não passam de uma mera consagração constitucional”.

Elisa Rangel destacou também que os direitos sociais assentam no princípio fundamental que diz respeito a todos. "Os Direitos Sociais são imensos na nossa Constituição”, disse Elisa Rangel.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política