Política

Elias Magosi destaca esforços para a integração

Paulo Caculo

Jornalista

Os esforços empreendidos pela presidência angolana na SADC, para a concretização do desafio da integração regional, foram nesta sexta-feira destacados pelo secretário-executivo da organização, Elias Magosi.

15/06/2024  Última atualização 11H01
Elias Magosi lamentou a morte de França Van-Dúnem © Fotografia por: Dombéle Bernardo | Edições Novembro

Ao discursar, momentos após a reunião da Direcção Executiva da organização, orientado pelo Presidente em exercício da SADC, João Lourenço, Elias Magosi fez questão de assegurar que o papel exercido pela liderança de Angola tem sido fundamental para a concretização dos objectivos da organização regional.

"Sentimo-nos felizes por termos assistido o papel que vem desempenhando o Presidente João Lourenço, para que possamos alcançar uma integração regional mais aprofundada”, disse, expressando, igualmente, profunda gratidão pela "liderança exemplar e orientações”.

As orientações baixadas por João Lourenço, segundo o secretário-executivo da SADC, no que diz respeito às questões que se prendem com a integração regional da organização, desde que assumiu a liderança, em Agosto do ano passado, e ao longo dos anos, tem sido um "privilégio e uma grande honra” para o Secretariado da organização regional.

"Durante anos temos recebido os Chefes de Estado e de Governo dos vários Estados-membros e a visita de Vossa Excelência é o indício de que tem um empenho de longa data para com esta organização que se chama SADC, e isto está a ser demonstrado ao mais alto nível da vossa liderança”, elogiou.

Elias Magosi referiu, ainda, que a presença, ontem, do Presidente em exercício da SADC na sede da organização vai proporcionar uma nova página brilhante na história do percurso que se faz, em prol dos Estados-membros.

Em face disso, acrescentou, o Secretariado da SADC espera beneficiar "tanto da sabedoria, quanto da experiência” demonstradas por João Lourenço "em tratar de questões que se prendem com a integração regional, nomeadamente sobre política, paz e segurança”, até mesmo dos avanços tecnológicos em prol dos cidadãos da região.

Passados alguns meses, desde a celebração dos 44 anos da assinatura da Declaração de Lusaka, a 1 de Abril de 1980, Elias Magosi revelou que a SADC ainda continua a enfrentar alguns desafios, com os quais os fundadores da organização já vinham enfrentando no passado. Ainda assim, sublinhou que estes desafios evoluíram com o passar do tempo e tornaram-se, hoje, desafios novos e de oportunidades.

O secretário-executivo da SADC manifestou, a finalizar, profundas condolências ao povo angolano e aos familiares do antigo Primeiro-Ministro França Van-Dúnem, falecido quinta-feira, em Portugal, vítima de doença.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política