Política

Eleitos dois representantes ao Parlamento infantil

Nicolau Vasco|Menongue

Jornalista

Eduardo Jorge e Iconia Agostinho, ambos de 16 anos, foram eleitos, quinta-feira, na cidade de Menongue, para representarem a província do Cuando Cubango, na primeira edição do Parlamento Nacional Infantil, agendada para 28 deste mês, em Luanda.

22/06/2024  Última atualização 12H50
© Fotografia por: DR

O processo de eleição promovido pelo Instituto Nacional da Criança (INAC) contou com 80 concorrentes de várias escolas dos nove municípios do Cuando Cubango, durante uma sessão de votação realizada no quadro da Assembleia Provincial do Parlamento Infantil.

Eduardo Jorge disse que o encontro nacional vai contribuir com alguns subsídios no sentido de se dar soluções das principais dificuldades que as crianças enfrentam e que são muito visíveis no Cuando Cubango e no país, em geral.

Apontou que um dos problemas que mais lhe inquieta é o facto de existir ainda um número bastante elevado de crianças fora do sistema de ensino, pois a educação é a base fundamental para o desenvolvimento integral de uma pessoa.

Eduardo Jorge defendeu que para inverter este quadro é preciso construir mais estabelecimentos escolares, quer públicos como privados, assim como o recrutamento de mais professores.

Já Iconia Agostinho, no Parlamento Infantil, vai defender o aprimoramento do desenvolvimento espiritual, intelectual, social e físico das crianças, bem como a prevenção e combate das doenças que mais apoquentam esta franja da sociedade, com realce para a malária e malnutrição aguda.

Iconia Agostinho considerou necessário que o Executivo continue a trabalhar nas políticas para salvaguardar os 11 compromissos da criança, principalmente o direito à Educação, Alimentação, Protecção Social e Saúde.

A responsável do Serviço Provincial do INAC, Lérias Biwango, espera que a sessão parlamentar infantil seja uma janela de oportunidade para expor as principais preocupações.

Sem enumerar as estatísticas actuais, Leria Biwango disse que no Cuando Cubango, com uma população estimada em 700 mil habitantes, a par de outras regiões do país, a problemática da criança ainda é preocupante e carece de mais intervenção do Executivo.

Segundo o vice-governador para os Serviços Técnicos e Infra-estruturas, João Bonifácio Cassanga, o Parlamento Infantil é a melhor forma para que as crianças participem nas políticas públicas de materialização dos 11 compromissos consagrados pelas Nações Unidas.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política