Regiões

Elefantes devastam campos agrícolas

Elautério Silipuleni | Ondjiva

Jornalista

Várias culturas de massango, massambala, milho e outros produtos foram devastadas, nos últimos dias, por elefantes que invadiram campos agrícolas na comuna de Oshimolo, município do Cuanhama, província do Cunene.

04/05/2022  Última atualização 12H10
© Fotografia por: DR

Segundo o administrador comunal, Amadeu Hidissange, os elefantes continuam a provocar pânico no seio da população camponesa, principalmente nas localidades de Osandi, Omatunda, Onghanga, Oshimbiu e Okandjendje, situação que está criar dificuldades à população, que tem no campo a única fonte de sustento das famílias. 

"Existe uma manda de aproximadamente 40 elefantes, incluindo  crias, que está a dar cabo da produção agrícola. Esperávamos boas colheitas, mas, com esta invasão, o ano agrícola fica comprometido”, disse o administrador, acrescentando que, até ao momento, mais de 45 lavras foram destruídas por elefantes. "É preciso que se encontre uma solução para que os animais não continuem a destruir as lavras dos camponeses”, acrescentou. 

Amadeu Hidissang informou que, para afugentar os elefantes, a população está a fazer fogueiras e  usar instrumentos de alar-me. Acrescentou que, apesar de prejudicarem as culturas, os camponeses não abatem os animais, mas fazem com que eles fujam. Referiu que a situação e preocupante, porque com a destruição das culturas fica, igualmente, afectada a dieta alimentar dos camponeses. Na procura de água e alimentos, os elefantes  abandonam o seu habitat e, como consequência, por onde passam, devoram tudo o que encontram. 

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões