Política

Egipto quer cooperar na formação de quadros

Joaquim Suami

Jornalista

O Egipto está interessado em reforçar a cooperação com Angola no domínio da formação de quadros diplomáticos, para que os dois países consigam, cada vez mais, ter maior representatividade nas organizações regionais e internacionais, declarou, esta terça-feira, em Luanda, o embaixador egípcio.

29/06/2022  Última atualização 09H51
Embaixador Mohamed Safwat lembrou que os dois países assinaram seis acordos em Março © Fotografia por: Contreiras Pipa | Edições Novembro

Mohamed Safwat falava em entrevista ao Jornal de Angola, por ocasião da vinda a Angola de empresários do seu país, proprietários de 15 companhias ligadas aos sectores de Engenharia, Indústria, Agricultura e Construção de estruturas metálicas, para o estabelecimento de parcerias de negócios.

 Lembrou que o reforço da cooperação no domínio da formação diplomática consta do pacote de seis acordos rubricados, em Março deste ano, no Cairo, entre os dois Estados, com o objectivo de incrementar as relações bilaterais e de amizade, que datam antes da Independência de Angola.

 Disse tratar-se dos acordos rubricados entre a Academia Diplomática de Angola e o Instituto Diplomático do Egipto que visam reforçar a cooperação das duas instituições na formação de quadros diplomáticos. A par deste acordo, segundo ainda o diplomata egípcio, foi, igualmente, assinado um acordo para a isenção de vistos nos passaportes diplomáticos, criou-se uma comissão bilateral e estabeleceram-se mecanismos de consulta política, além de contactos no sector dos Desportos.

 "As relações bilaterais e de amizade entre Angola e o Egipto são excelentes, e temos estabelecido vários acordos de cooperação, principalmente nas áreas da Formação, Engenharia, Agricultura, Indústria, Turismo e Construção. Aliás, desde os anos 60 que temos apoiado e mantido as relações bilaterais com Angola, em particular, e com os países africanos, em geral. Igualmente temos trabalhado em políticas viáveis no quadro das estratégias da União Africana”, referiu.

 

Organizações internacionais

O embaixador do Egipto em Angola informou que os dois países têm estado a trabalhar para o apoio das suas candidaturas em organizações regionais e internancionais.

 "Neste domínio, temos visto que os dois países têm apoiado as candidaturas de um e do outro. Temos muita admiração pela experiência angolana nesta matéria. Desde 2017 que temos visto mudanças na governação, o que tem contribuído na melhoria da gestão dos recursos públicos”, notou.

 No sector Económico e Comercial, disse, tem-se verificado um forte interesse de investidores egípcios em Angola, nos vários domínios. Admitiu que isso é benéfico para o crescimento da economia dos dois países.

 "Na semana passada, assistimos a presença de 15 companhias egípcias ligadas aos sectores de Engenharia, Indústria, Agricultura e de materiais metálicos interessados em investir em Angola. Os resultados são positivos, porque foram rubricadas parcerias entre empresas angolanas e egípcias, que dentro de quatro meses vão iniciar a importar produtos”, adiantou.

 Mohamed Safwat revelou, ainda, que duas empresas manifestaram o interesse em montar indústrias de veículos e autocarros. Uma outra vai montar uma fábrica de baterias de automóveis e mais uma deverá instalar uma unidade fabril para o fabrico de equipamentos para construções metálicas.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política