Política

Efectivos da Polícia Nacional devem realizar as missões com rigor

Bernardo Capita | Cabinda

Jornalista

O vice-governador para o Sector Político e Social, Miguel de Oliveira, pediu aos quadros do Ministério do Interior para observarem os critérios de disciplina, coesão e espírito de missão, durante o asseguramento das Eleições Gerais para que as mesmas decorram com segurança e tranquilidade.

24/06/2022  Última atualização 11H25
Vice-governador para o Sector Político e Social, Miguel de Oliveira © Fotografia por: DR

Miguel de Oliveira destacou, no acto de comemoração dos 43 anos da fundação do Ministério do Interior, assinalado ontem, que "o sucesso do asseguramento das Eleições Gerais passará, necessariamente, pela observância rigorosa dos princípios que orientam a actividade dos seus quadros.

Acrescentou que os efectivos devem abster-se de actos de corrupção, sobretudo ao longo da fronteira onde o cenário é caracterizado por tráfico de combustíveis, transposição de viaturas roubadas, de Cabinda para a RDC e Congo Brazzaville.

"A responsabilidade do Ministério do Interior, como instituição castrense, requer, cada vez mais, a entrega dos seus efectivos no alcance dos objectivos preconizados pelo Executivo, dos quais, destacam-se o combate à corrupção e à impunidade”, frisou Miguel de Oliveira.

O vice-governador para o Sector Político e Social disse que para uma melhor actuação e desenvolvimento pessoal de cada efectivo do Ministério do Interior, é imprescindível que se aposte na formação académica e profissional dos quadros.

Para o delegado provincial do Ministério do interior, comissário João Ângelo, apelou aos efectivos a empenharem-se de corpo e alma nas missões de asseguramento eleitoral, para permitir que as forças políticas realizem as suas campanhas e os eleitores votem no dia 24 de Agosto sem sobressalto.

"Em Agosto deste ano, o país vai vivenciar um dos marcos importantes da sua história, as Eleições Gerais, para as quais, estamos convocados para garantir a sua plena realização”, pontualizou o comissário João Ângelo. 

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política