Mundo

Edmundo Mendes com novo Procurador-Geral

O Presidente da Guiné-Bissau, Umaro Sissoco Embaló, exonerou, terça-feira, o procurador-geral da República, Bacari Biai, e nomeou para o cargo o antigo ministro do Interior Edmundo Mendes, informou a Presidência guineense, citada ontem pela Lusa.

24/11/2022  Última atualização 08H24
Edmundo Mendes com novo Procurador-Geral © Fotografia por: DR
Bacari Biai foi nomeado em Novembro de 2021, substituindo no cargo o actual ministro da Administração Territorial, Fernando Gomes, que pediu demissão por motivos pessoais.

A demissão de Bacari Biai era exigida pela sociedade civil da Guiné-Bissau, alegadamente, para que fosse investigado por suposto envolvimento num caso de tráfico de droga. O ex-procurador sempre negou as acusações que lhe são imputadas, concretamente por participação no desvio de cocaína que estava nas instalações do Ministério do Interior.

A cocaína tinha sido apreendida em Setembro pelo Departamento de Informação Policial e Investigação Criminal da Polícia de Ordem Pública. Segundo a sociedade civil, foram divulgados "áudios e relatórios de investigações comprometedoras nas redes sociais, sobre grupos criminosos de tráfico de drogas na Guiné-Bissau, com o suposto envolvimento de altas patentes do Ministério do Interior e chefias da Procuradoria-Geral da República”.

No comunicado, a sociedade civil alerta também o Presidente Umaro Sissoco Embaló para as "graves repercussões da sua inacção perante este triste e vergonhoso caso”.

O Sindicato dos Magistrados do Ministério Público disse, no início desta semana, que "as alegadas acusações dão conta do envolvimento de alguns magistrados do Ministério Público, da base ao topo, no tráfico de drogas”, salientando que tais denúncias lesam a "boa imagem e o prestígio” da PGR.

Bacari Biai foi director da Polícia Judiciária  e presidente do Sindicato dos Magistrados do Ministério Público. Já tinha sido nomeado procurador-geral da República pelo antigo Chefe de Estado guineense José Mário Vaz.

O actual procurador-geral é docente de Direito Penal na Faculdade de Direito de Bissau, e já tinha ocupado as funções de procurador-geral da República, tendo também sido ministro do Interior e director nacional da Polícia Judiciária.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo