Política

Edifício autárquico começa a ser erguido

Victorino Matias | Dundo

Jornalista

As obras de construção do Complexo Residencial Administrativo e Autárquico do município do Lóvua, província da Lunda-Norte, iniciaram na sexta-feira, com o lançamento da primeira pedra, numa cerimónia orientada pelo vicegovernador para os Serviços Técnicos e Infra-Estruturas, Lino dos Santos.

19/07/2021  Última atualização 09H38
Lóvua é a quarta localidade da Lunda com edifício autárquico © Fotografia por: Victorino Matias | Edições Novembro
O complexo, a ser erguido no âmbito da preparação e implementação das autarquias, vai acolher funcionários públicos colocados no município do Lóvua. Com dois pisos, o edifício  contará com 20 apartamentos de tipologias T1 e T2.
As obras estão inseridas no Plano Integrado de  Intervenção nos Municípios (PIIM) e vão custar mais de mil mi-lhões de kwanzas.

O complexo  será implantado numa área de 1.752 metros quadrados. A obra, a cargo da empresa chinesa "BCEG", será executada em 18 meses, a partir da data do lançamento da mesma.

A empreitada vai envolver mais de 90 trabalhadores, maioritariamente jovens locais que  ganharam o seu  primeiro emprego.

O complexo contará com um parque de estacionamento para 24 viaturas, quadra polidesportiva, áreas técnicas para  gerador, tanque de combustível e uma vedação de rede metálica.

O representante do Ministério da Administração do Território, Josemar Soares, explicou que a construção do complexo visa, essencialmente, proporcionar melhores condições de alojamento aos técnicos da administração do Estado.

Josemar Soares  lembrou que o  Ministério da Administração do Território já procedeu à consignação de infra-estruturas idênticas nos municípios do Cambulo, Caungula e Capenda-Camulemba. "Todos os esforços estão a ser envidados pelo Executivo no sentido de se construir empreendimentos do género em todos os municípios, mas priorizando as localidades com maiores dificuldades habitacionais, como é o caso do Lóvua”, esclareceu.

O vice-governador da Lunda-Norte para os Serviços Técnicos e  Infra-Estruturas, Lino dos Santos, pediu ao empreiteiro para cumprir os prazos contratuais, com vista  à  conclusão das obras, visto que o Estado já efectuou o pagamento dos primeiros 15 por cento do valor contratual.

Referiu que além de resolver os problemas de habitação, a infra-estrutura vai dar uma nova imagem à sede municipal do Lóvua.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política