Sociedade

Edições Novembro quer melhorar qualidade dos conteúdos

JA Online

Tornar os conteúdos mais ricos e adequados ao interesse do público angolano e das pessoas ao redor do mundo é a oposta do Conselho de Administração da Edições Novembro, segundo o seu PCA, Drumond Jaime.

20/05/2022  Última atualização 21H31
© Fotografia por: KINDALA MANUEL | EDIÇÕES NOVEMBRO

Drumond Jaime falava, esta sexta-feira, na inauguração da sede do Jornal dos Desportos, infra-estruturas inaugurada pelo ministro das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social, Manuel Homem.

"Um dos grandes esforços que estamos a fazer é a melhoria dos conteúdos do Jornal de Angola, torná-los mais ricos e adequados  ao interesse do nosso público e, também, das pessoas que nos acompanham em toda parte do mundo”, destacou.

O gestor acredita que as obras de requalificação do edifício sede e a construção de um novo edifício no mesmo espaço, assim como sua modernização darão um  grande impulso na qualidade da produção diária dos conteúdos produzidos.

Explicou que estão a ser efectuadas obras modernas para proteger o edifício antigo classificado como Património da cidade e da Nação, que se encontra num estado de  degradação, assim como criar as melhores condições de acomodação dos próprios funcionários, jornalistas e do resto do pessoal administrativo.

"É uma intervenção de fundo, e vai durar mais 45 dias de acordo com o empreiteiro. Estamos a construir na parte traseira um edifício de raiz com dois pisos onde estarão as outras redacções, principalmente a redacção central do Jornal de Angola. Os  outros títulos vão ficar instalados em dois edifícios pertencentes a Edições Novembro", disse.

A Edições Novembro edita cinco 11 publicações, nomeadamente entre os de especialidade e os regionais que cobrem todas as províncias do país, como  o Jornal de Angola, Jornal dos Desportos, Cultura (Jornal Angolano de Artes e Letras) Jornal de Economia & Finanças, Metropolitano de Luanda, Nkanda (Uíge, Zaire, Cabinda), Cinguvu (Lunda-Norte, Lunda-Sul, Moxico),  Angoleme (Bengo, Cunaza-Norte, Malanje), Planalto (Huambo, Bié e Huíla), Ventos do Sul (Namibe, Cunene, Cuando Cubango) e Litoral (Benguela e Cuanza-Sul).

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade