Economia

Economia volta a crescer em 2020

O Fundo Monetário Internacional (FMI) prevê para 2020 um crescimento económico de 1,2 por cento para Angola, que este ano deve consentir uma recessão de 0,3 por cento do Produto Interno Bruto (PIB).

16/10/2019  Última atualização 07H47
DR

De acordo com o relatório sobre as Perspectivas Económicas Mundiais, divulgado ontem, em Washington, os peritos do FMI afirmam que "a economia angolana, por causa do declínio na produção petrolífera, deve contrair-se este ano e recuperar apenas moderadamente no próximo". Para o conjunto da região da África subsaariana, o Fundo prevê um crescimento de 3,2 por cento neste ano e de 3,6 por cento em 2020, "o que é ligeiramente mais baixo, em ambos os anos, do que o previsto no relatório de Abril".
Nas previsões, o Fundo antecipa que a inflação desça de 17,2 por cento este ano para 15 por cento em 2020 e que a balança corrente fique negativa em 2020, em 0,7 por cento do PIB, depois de registar um valor positivo de 0,9 por cento este ano.
O relatório 'World Economic Outlook', no original em inglês, não se debruça em pormenor sobre as economias africanas, oferecendo antes uma visão mais global da economia mundial.
A análise detalhada à África subsaariana será lançada ainda esta semana, no âmbito dos Encontros Anuais do FMI e do Banco Mundial, que decorrem em Washington.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia