Sociedade

Duas novas pontes metálicas abertas à circulação na região

Justino Victorino / Huambo

Jornalista

Duas pontes metálicas, instaladas sobre os rios Congwe e Calopato, que passam pelos bairros São Pedro, Calundo e Chivela, no município sede do Huambo, foram inauguradas, quinta-feira, pelo ministro das Obras Públicas e Ordenamento do Território, Manuel Tavares de Almeida.

14/05/2022  Última atualização 09H20
© Fotografia por: DR

As estruturas rodoviárias, que têm capacidade de carga de 20 toneladas cada, 40 metros de largura e 15 de comprimento, foram construídas em dois anos, no âmbito do Programa de Investimentos Públicos (PIP), num orçamento de mais de 450 milhões de kwanzas, cuja empreitada esteve a cargo da empresa CR-20 e coordenada pelo Instituto Nacional de Estradas (INEA).

O ministro Manuel Tavares de Almeida, acompanhado pela governadora provincial do Huambo, Lotti Nolika, e por responsáveis do INEA, disse que, apesar da crise económica e financeira, cumpriu-se com um dos pressupostos que tem a ver com a melhoria da circulação de pessoas e bens.

O governante considerou que as duas pontes que dão acesso ao Mercado da Alemanha são estruturantes e importantes para o desenvolvimento económico da região e, em particular, do país. "Aos poucos, estamos a repor as condições ideias para um tráfego seguro e cómodo na rede rodoviária quer das estradas nacionais quer das vias secundárias e terciárias”, afirmou o ministro.

A governadora do Huambo, Lotti Nolika, realçou que a abertura das pontes ao tráfego representa alívio e um presente para as populações dos bairros de São Pedro, Calundo e Chivela.

Lotti Nolika salientou que a construção das duas pontes metálicas vai devolver a esperança ao povo e garantir a livre circulação de forma mais cómoda, poupando, assim, as pessoas do cansaço e facilitar o encurtar das viagens, bem como maior durabilidade das viaturas.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade