Cultura

Dominique Atsama traz ritmos camaroneses

Analtino Santos

Jornalista

O músico e compositor camaronês, residente em Roma, Dominique Atsama, que se encontra em Luanda para intercâmbio com artistas nacionais, apresenta-se amanhã, a partir das 16h00, no anfiteatro Wyza, na Fundação Arte e Cultura, na Ilha de Luanda, com duas propostas que marcarão o concerto: Ekang Music e o Finger Style, que dão origem ao Finger Ekang.

08/07/2021  Última atualização 07H00
No concerto o músico fará uma incursão a outros estilos © Fotografia por: DR
O ritmo Ekang vem do Centro de África, precisamente no Sul dos  Camarões, Gabão (Norte), Guiné Equatorial (Norte) e Congo (Noroeste). Quanto ao Finger Style é uma técnica de tocar violão que consiste em trazer à tona todos os sons de uma orquestra básica (baixo rítmico, voz, percussão). Do Ekang tem como principal influência Donny Elwood, seu conterrâneo, enquanto do Finger Style, o americano Andy Mckee e o britânico Jon Gomm, referências mundiais deste estilo percussivo de tocar o violão aplicada em várias correntes rítmicas e sonoras.

Em declarações, ontem, ao Jornal de Angola, depois de mais uma sessão de ensaios, Dominique disse sentir-se satisfeito pela oportunidade de partilhar e dar a conhecer a sua arte para uma plateia em Luanda e com artistas jovens.
Em Luanda, há duas semanas, o seu objectivo é o intercâmbio e possíveis parcerias musicais com artistas nacionais, assim como servir de ponte para as relações culturais e musicais entre os artistas dos dois países. Esta presença em Angola resultou da sugestão de Matias Mesquita, da Casa de Cultura de Angola, em Roma, e da Associação Njinga Mbande.

Agora focado no concerto, antes trocou experiências com alunos e professores do Complexo das Escolas de Artes (Cearte) e do Instituto Superior de Artes, tendo Ras Tucah como facilitador dos contactos, como aconteceu com o concerto, no qual irá explorar temas do seu álbum  "Balade”, lançado em 10 de Fevereiro de 2017, no qual destaca "Bla Bla Bla”.

Este tema conta os contratempos de um artista constantemente enganado pelos produtores e supostos gestores de carreira e tem uma versão de "Jailer” da nigeriana Asa. Bob Marley e Michael Jackson são outros artistas dos quais Atsama recria no seu Finger Style.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura