Cultura

Domingos Florentino fala nas conversas da Academia

A Academia Angolana de Letras (AAL) realizou quinta-feira, mais uma conferencia da série “Conversas da Academia à Quinta -feira”, com o escritor angolano Domingos Florentino, pseudónimo literário de Marcolino Moco, que falou sobre a sua vida e obra literária.

23/07/2022  Última atualização 09H15
Escritor foi o convidado da última edição das conferências © Fotografia por: Kuindala Manuel | Edições Novembro

Sob moderação do escritor e critico literário Lopito Feijóo, os participantes da conferência via Zoom, aberta ao público interessado, tiveram a oportunidade de ouvir o poeta, contista e político Marcolino Moco, que dá vida ao autor Domingos Florentino.

O escritor fez referência ao facto de a sua poesia ter nascido da oralidade da sociedade tradicional huambense, mas Domingos Florentino nasceu enquanto Marcolino Moco estudava no Seminário  Maior do Huambo, quando começou a escrever os primeiros poemas.

Esclarece que a escolha deste pseudónimo se deveu ao facto de ter nascido num domingo e de ter vivido na Vila Flor, no tempo colonial. Referiu mais de uma dezena de autores angolanos que o influenciaram, tendo destacado Ruy Duarte de Carvalho, para além do jurista  Pedro Fançony, seu colega de faculdade -  que era um grande leitor.

Marcolino Moco considera que "o colonialismo assimilacionista tentou sempre apagar  as nossas raízes, ao ponto de hoje haver pouca gente a falar as nossas línguas”.

Mas reconheceu que as línguas nacionais não têm sido devidamente promovidas, o que espera que venha acontecer num curto espaço de tempo.

O autor, dentre outros títulos, de "Raízes do provir”, "Vocifuka colonyane” e "A dança das palavras”, adiantou ainda que temos em Angola "autores de intervenção social, com a linguagem hermética, usada por debaixo de uma estética apurada”.

Adiantou que a literatura angolana vive um período de crise, pois  "não se promove a leitura nem a critica literária junto das novas gerações, seja em língua nacional, seja em português”. 

Na próxima "Conversa da Academia à Quinta feira”, agendada para o dia 28 de Julho, a partir das 19 horas, sob moderação do escritor Lopito Feijóo, a AAL trará o escritor Cornélio Caley, que falará sobre a sua vida e obra. Como tem sido hábito, a participação via Zoom estará aberta a todos os interessados.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura