Política

Dom Belmiro Chissengueti quer mais interacção social

Bernardo Capita | Cabinda

Jornalista

O bispo da Diocese de Cabinda, Dom Belmiro Chissengueti, apelou, esta quinta-feira (6), o Governo a promover maior interacção social, privilegiando o diálogo com várias sensibilidades da sociedade civil, para consolidar o bem-estar das populações.

07/10/2022  Última atualização 06H10
Bispo da Diocese de Cabinda, Dom Belmiro Chissenguete © Fotografia por: Edições Novembro

"O sucesso de uma governação está no saber ouvir”, declarou à imprensa, o bispo Chissengueti, à saída de um encontro com a governadora de Cabinda, Mara Quiosa.

O prelado da Igreja Católica acrescentou ser fundamental que os governantes, no exercício das suas funções, saibam dialogar com vista a se encontrarem mecanismos que viabilizam a solução dos problemas sociais que afligem os cidadãos.

Referiu, a propósito, que a população de Cabinda enfrenta dificuldades como a falta de emprego. No capítulo da educação, saúde, energia e água potável, o bispo realçou ser preciso reforçar os programas em curso, para se inverter o quadro.

Dom Belmiro Chissengueti disse que pediu à governadora para solucionar a dívida pública, no sentido de permitir aos  operadores económicos maior dinamismo. "Precisamos ter na província um empresariado forte, que ajude a desenvolver a região, empregando a juventude”, enfatizou.

Acrescentou  que a situação dos "ex-militares mereceu, também, a devida atenção, por ser uma preocupação a sua reinserção e enquadramento condigno nos vários projectos que estão a ser implementados.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política