Regiões

Doenças respiratórias entre as mais assistidas

Francisco Curihingana | Malanje

Jornalista

As doenças respiratórias, com maior incidência para as gripes, figuram no topo da lista das principais patologias que afectam a região de Massango, em Malanje, informou, ontem, o director interino do Hospital Municipal de Massango.

01/09/2022  Última atualização 07H00
Unidades sanitárias registam um aumento de certas patologias © Fotografia por: Edições Novembro

Santos Cabaça adiantou ainda que além das doenças respiratórias, as dermatoses, parasitoses e a malária, também têm afectado muito a população local.

Além do Hospital Municipal de Massango, destacou, existe um posto de Saúde, na localidade de Kitalabanza, que tem prestado os primeiros socorros aos habitantes locais, assim como um outro no Guvo.

"Os postos de Saúde são um apoio significativo para a população. Por exemplo, os que estão colocados na comuna de Kihuhu, no Lusitano e Makongo dão os primeiros apoios aos habitantes e só em caso de emergência enviam os pacientes, em particular para o Hospital de Massango”, explicou.

O município, continuou, conta, com o reforço dos profissionais, com capacidade técnica suficiente para dar assistência médica e medicamentosa aos munícipes. No total 73 profissionais, dos quais quatro médicos formados nas Faculdades de Medicina, das Universidades Rainha Njinga MBande, Agostinho Neto e Piaget, prestam serviços à comunidade.

"Quanto aos fármacos, o fornecimento é assegurado por parceiros, de forma regular, a partir de um fundo atribuído pela Administração Municipal, no quadro do Programa dos Cuidados Primários de Saúde, orçado em seis milhões de kwanzas mensais”, disse.

Um dos principais problemas da instituição, lamentou, é a falta de uma ambulância para a evacuação dos doentes mais graves e também de especialistas nas áreas de ginecologia e obstetrícia.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões