Sociedade

Distrito Urbano do Rangel conta com nova escola

Manuel Albano

Jornalista

Um total de 300 crianças da antiga Escola nº1519, localizada na zona do Pica Pau, no Distrito Urbano do Rangel, em Luanda, vão estudar em melhores condições, nos próximos dias, depois das obras de reabilitação e ampliação.

28/09/2021  Última atualização 04H30
Parte frontal da escola que vai acolher mais de 300 alunos © Fotografia por: Vigas da Purificação| Edições Novembro
Inactiva desde 2014, a escola, inaugurada, ontem, pela governadora de Luanda, Ana Paula de Carvalho, vai acolher alunos do I ciclo do ensino secundário.  
Agora com oito salas de aula, área administrativa, gabinete do director, sala de professores, casas de banho, cantina, jardins e árvores plantadas no pátio, a instituição passa a designar-se Escola Francisco Naval, em homenagem ao ex-administrador do distrito, falecido em Maio. 

As obras de reabilitação e ampliação foram financiadas pela Fundação Obrabella e executadas pela ONG Achau, num prazo de, aproximadamente, um ano.  
O secretário executivo da ONG Achau, Sebastião Silva, disse, ao Jornal de Angola,  que foi rubricado, em parceria com a Administração Distrital do Rangel e a Direcção Municipal da Educação, um me-morando de revitalização das infra-estruturas escolares degradadas e em funcionamento precário.

O responsável da Achau realçou que está igualmente prevista a inauguração, no próximo dia 30, de um estabelecimento de ensino, denominado Complexo Escolar Verbo Divino, na área da Igreja do Cristo Rei, no bairro Terra Nova, construído de raiz. Trata-se de um edifício de dois pisos, que comporta nove salas de aula, laboratórios, sala de informática, anfiteatro e biblioteca. 

Recentemente, disse, fez-se a entrega da escola Nossa Senhora da Graça, de seis salas de aula, no bairro Precol, totalmente reabilitada, inaugurada pela presidente da Comissão Administrativa da Cidade de Luanda (CACL), Antónia Nelumba.

Disse que a intenção é terminar as obras no segundo semestre de 2022. A empreitada é feita apenas com trabalhadores nacionais e da comunidade do Distrito do Rangel, no âmbito do programa de combate ao desemprego. 

"A reabilitação e constru-ção de raiz de infra-estruturas escolares contam somente com a mão de obra local. Como parceiro do Executivo, a nossa filosofia é congregar o maior número de jovens no projecto, para dar emprego e formação à comunidade local”.    

O responsável da Achau reforçou que as infra-estruturas escolares são ganhos para o município na luta contra o analfabetismo e no desenvolvimento económico das comunidades.  
Acrescentou que pretende-se recuperar o maior número de salas de aula, para atender os diferentes subsistemas de ensino em todo o município e Distrito Urbano do Rangel.  
À margem da inauguração da escola foi lançado o concurso "Professor exemplar”, que visa incentivar a classe. 


 Melhoramento das ruas 

Sebastião Silva realçou que a Fundação Obrabella reabilitou 21 casas de banho escolares, construiu e recuperou vários campos multiuso, jardins e plantou árvores.
Realçou que, desde 2020, consta também do memorando o melhoramentos do pavimento e valas de drenagem a céu aberto, nas ruas da Lama, M’baka, bairro Augusto e do Povo. "A ideia é melhorar todas as ruas do bairro Rangel, de maneira a evitar a proliferação de mosquitos, devido às águas paradas”. 

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade