Economia

Distribuidores reparam danos em automóveis

Postos de abastecimento de combustível da Sonangol e da Pumangol pagaram valores globais de 700 mil e um milhão de kwanzas por danos provocados sobre veículos particulares devido ao consumo de gasolina contaminada, em Março último.

23/05/2019  Última atualização 08H23
Contreiras Pipa | Edições Novembro © Fotografia por: Companhias distribuíram combustível contaminado

Em declarações à Angop, a directora provincial do Instituto Nacional de Defesa do Consumidor (Inadec), Bárbara Coutinho, disse que o serviço que dirige recebeu oito queixas e notificou os fornecedores.
Seis reclamações eram relativas a postos de abastecimento da Pumangol e duas à Sonangol, sendo que foram validadas três reclamações feitas à primeira que, até agora, pagou apenas três indemnizações. A Sonangol solucionou todas as reclamações.
Os factos aconteceram em Março, mas as reclamações foram mediadas pelo instituto em Abril e resolvidas no mês em curso.
Os consumidores relataram que após o abastecimento de combustível nos seus automóveis, notaram que os veículos apresentaram alguma diferença, com fumaça estranha, e levaram a oficinas que concluíram que a avaria foi provocada pelo consumo de combustível impróprio.
Referiu que as empresas assumiram os danos e notaram que existiu abastecimento de um combustível impróprio, num prazo de dois a três dias, podendo-se dar o caso de haver mais consumidores a apresentar reclamações.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia