Mundo

Dissolvida célula do Estado Islâmico

A Polícia marroquina desmantelou, ontem, uma célula de terroristas, composta por elementos, suspeita de recrutar seguidores para o grupo extremista Estado Islâmico (EI), exaltar os actos dos jihadistas no Afeganistão e de planear atentados em Marrocos.

15/09/2021  Última atualização 06H25
Jihadistas actuam em várias regiões do Reino do Marrocos © Fotografia por: DR
O Departamento Central de Investigação Judicial (Unidade Anti-terrorista) afirmou, em comunicado, citado pela EFE, que os três integrantes da célula, de 21, 27 e 37 anos, todos de nacionalidade marroquina, realizavam actividades na cidade de Errachidía, Sudeste do país.
A operação, realizada pelos efectivos da Direcção-Geral de Vigilância do Território (Serviço de Informação In-terna), permitiu a detenção do líder da célula que, se-gundo as investigações, recrutou e doutrinou seguidores e utilizou um armazém como lugar de oração, depois de ter proibido os seguidores de orar em mesquitas.

A nota precisa que os integrantes da célula escolheram uma personalidade que actua numa instituição pública como alvo iminente de um acto terrorista, mas não dá mais detalhes sobre a sua identidade.
Durante as buscas realizadas nas residências dos suspeitos e num estabelecimento, as tropas marroquinas apreenderam equipamentos de informática, telemóveis, uniformes paramilitares, manuscritos elogiando o EI e cartazes do Estado Islâmico de Khorasan (ramo do EI no Afeganistão).

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo