Política

Discurso do Presidente da República por ocasião da visita do homólogo do Senegal

Discurso de Sua Excelência João Lourenço, Presidente da República de Angola, na visita de Sua Excelência Macky Sall, Presidente da República do Senegal.

25/05/2022  Última atualização 17H10
© Fotografia por: DR
Luanda, 25 de Maio de 2022
Excelência Senhor Macky Sall, Presidente da República do Senegal
Excelentíssimos Senhores Ministros
Distintos Membros das Delegações, Minhas Senhoras e Meus Senhores,
Excelências,
Nesta que é a Sua primeira Visita de Estado à República de Angola e que acontece no dia de África, nosso continente, permita-me que saúde Vossa Excelência e a delegação que O acompanha e que expresse a minha satisfação por ter respondido positivamente ao convite que lhe enderecei para visitar Angola, facto que demonstra a importância que os nossos governos atribuem à necessidade e urgência da retomada e normalização de contactos entre Angola e o Senegal depois de um longo interregno.
A visita de Vossa Excelência constitui o momento de viragem que as relações de cooperação e intercâmbio entre as nossas nações necessitavam, pelo que Lhe transmito o meu agrado e o sentimento de que, durante a Sua estadia em Angola, possamos começar a dar passos para a construção de uma relação de amizade e de solidariedade que se quer sólida e que perdure no tempo.   
Acreditamos tratar-se de uma oportunidade a não desperdiçar, para abordarmos ao mais alto nível questões de interesse mútuo, que contribuam para a intensificação das nossas relações bilaterais.
Senhor Presidente,
Excelências,
Esta visita obriga-nos a recordar momentos importantes da nossa história comum, de valorosos filhos africanos que inspirados e liderados por António Agostinho Neto e Leopold Sedar Senghor, não pouparam esforços nem sacrifícios na luta que enveredaram em prol da conquista do grande sonho de liberdade dos nossos povos, para a edificação das nossas nações.
O largo interregno que a relação entre os nossos países sofreu não impediu nem condicionou que começasse a ser traçado, em Janeiro de 2022, o quadro jurídico-diplomático sobre o qual assenta toda a nossa cooperação e intercâmbio, com a assinatura do Acordo Geral de Cooperação Técnica, Científica e Económica, que foi uma importante janela para que, na mesma altura, se pudessem rubricar outros instrumentos como o acordo de Supressão de Vistos em Passaportes Diplomáticos, Oficiais e de Serviço, e a criação da Comissão Mista Bilateral.
Este marco jurídico deve ser visto como o ponto de partida de uma série de outras iniciativas que podemos assumir em sectores importantíssimos da vida nacional dos dois países, onde destaco os da agricultura, transportes, petróleo e gás, cultura, hotelaria e turismo, finanças, banca e negócios, indústria e comércio, saúde e outros, que serão a alavanca impulsionadora do relançamento e dinamização da cooperação económica e do intercâmbio empresarial entre Angola e o Senegal, de modo a obtermos benefícios mutuamente vantajosos. 
É do nosso interesse trabalharmos de forma conjugada para se encontrarem as melhores vias para o desenvolvimento de uma cooperação sólida e dinâmica, tendo como base as nossas grandes potencialidades e a capacidade criativa dos nossos povos, no sentido de realizarmos acções capazes de alterar o actual  quadro  das nossas relações.  
Considero que o nosso encontro representa uma grande oportunidade para abordarmos com franqueza a melhor forma de impulsionarmos, com sentido prático, todas as iniciativas que visem tornar a nossa cooperação cada vez mais ampla e diversificada.
Senhor Presidente,
Excelências,
Como Vossa Excelência sabe, durante esta visita contemplamos a assinatura de vários acordos de cooperação, facto que proporcionará um ambiente empresarial mais atractivo e seguro, susceptível de facilitar a mobilização de empresas nos dois sentidos e promover investimentos que certamente servirão de base para o aproximar das relações de amizade e de cooperação entre os nossos países.
Gostaríamos, por isso, de Lhe garantir que o mercado angolano está aberto à entrada de investidores senegaleses que queiram aproveitar as oportunidades que este mercado oferece e as grandes vantagens que o nosso ordenamento jurídico disponibiliza, para a realização de investimentos.
Senhor Presidente,  
Excelências,  
O mundo está a viver actualmente momentos muito conturbados que vão desde o surgimento da Pandemia da COVID-19, que praticamente paralisou as nossas economias devido às medidas que fomos obrigados a aplicar para salvar vidas, à deflagração quase constante de conflitos em várias zonas do planeta, como são os casos já conhecidos de África, do Médio Oriente e mais recentemente o da Europa, que tem trazido consigo consequências económicas, políticas e de segurança, que nos podem afectar a todos.
Esta situação exige dos países africanos uma atenção muito especial e a unidade de acção entre todos nós, de modo a que nos possamos proteger ao máximo possível, dos problemas económicos que já se vão observando nas principais economias mundiais.  
Podemos, neste complexo contexto global, agir de modo coordenado com políticas bem definidas no sentido de dinamizarmos o potencial agrícola disponível no nosso continente, para deste modo ajudarmos a suprir o défice de produção alimentar que se vai registando no mundo.
Estou convencido que nos próximos dias nos voltaremos a ver em Malabo para abordarmos a problemática do terrorismo e dos golpes de Estado, fenómenos que afectam bastante o nosso continente, de modo a podermos encontrar soluções para os mesmos.
Para terminar, gostaria uma vez mais de dar a Vossa Excelência as boas vindas à República de Angola e de transmitir o meu desejo de que, com a Sua visita, se abra uma nova era nas relações de amizade e de cooperação bilaterais entre os nossos povos e países.
 Muito obrigado!

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política