Política

Discurso do Chefe de Estado alusivo à visita do Presidente de Cabo Verde

Discurso de Sua Excelência João Lourenço, Presidente da República de Angola, na visita de Sua Excelência José Maria Pereira Neves, Presidente da República de Cabo Verde Luanda, 10 de Janeiro de 2022

10/01/2022  Última atualização 15H59

Sua Excelência José Maria Pereira Neves, Presidente da República de Cabo Verde 

 

Distintos Membros das Delegações  

Minhas Senhoras, Meus Senhores. 

 

Excelências, 

 

Permita-me, Senhor Presidente, dar a Si e à delegação que O acompanha, as boas vindas à República de Angola. 

 

Recebo-O com grande satisfação e com o sentimento de que, durante a sua estadia em Angola, teremos a oportunidade de fazer, ao mais alto nível, uma reflexão sobre as nossas relações bilaterais e como projectá-las para o futuro, na perspectiva de as ampliar e conferir-lhes um maior dinamismo. 

 

Esta visita que Vossa Excelência efectua a Angola, mesmo num contexto de luta global contra a COVID-19, ganha um significado especial não só por se tratar da visita do Chefe de Estado de um país irmão, com o qual temos relações históricas que datam desde o período da luta de libertação contra a dominação colonial, como pelo facto de ter escolhido Angola como o Seu primeiro destino nas vestes de Presidente da República de Cabo Verde.  

 

Agradecemos este gesto, que é para nós uma demonstração clara da grande relevância e peso que têm as relações entre os nossos dois países.   

 

Isto obriga-nos a exaltar esta demonstração de amizade e de solidariedade que pretendemos que se tornem cada vez mais sólidas com a visita de Vossa Excelência, e com outras acções que seguramente se irão desenvolver de forma intensa e continuada entre os nossos dois países.   

 

Senhor Presidente,  

Excelências,  

Como sabe, o primeiro passo para a formalização das relações bilaterais entre a República de Angola e a República de Cabo Verde foi dado em 1976 com a assinatura do Acordo Geral de Amizade e de Cooperação entre os nossos países.  

 

Este marco foi muito importante pois, a partir daí, foram assinados um grande número de instrumentos jurídicos nos mais variados sectores da vida nacional dos nossos países e assumidos outros importantes compromissos, que têm impulsionado a promoção e a dinamização da cooperação económica e do intercâmbio empresarial entre os nossos Estados, tendo como base a igualdade e a reciprocidade de vantagens. 

 

É dentro deste espírito que pretendemos que a cooperação entre Angola e Cabo Verde continue a desenvolver-se de modo a que consigamos alargá-la a sectores não explorados, aproveitando o factor humano como o principal eixo sobre o qual deve assentar o desenvolvimento das nossas nações.   

 

Os nossos países possuem capacidades em diversos domínios da vida nacional, que devem ser potenciadas e nas quais devemos procurar centrar as nossas acções, de modo a colhermos benefícios significativos da cooperação que viermos a desenvolver em tais sectores.  

 

Em face do que acabei de referir, considero que o nosso encontro representa uma grande oportunidade para abordarmos a melhor forma de impulsionarmos, com sentido prático, todas as iniciativas existentes, que visem tornar a nossa cooperação cada vez mais ampla e diversificada.  

 

Temos, para este efeito, que conseguir superar os obstáculos actuais que a COVID-19 nos impõe, que condicionou em larga escala nestes últimos dois anos o crescimento económico de Angola e de Cabo Verde, provocou o desemprego e outros problemas sociais que devemos procurar solucionar. 

 

 

 

Senhor Presidente,  

Excelências,  

A República de Angola pretende fortalecer as relações de amizade e a cooperação económica com Cabo Verde, tendo em vista uma cooperação estratégica entre os dois países, de modo a que ambas as partes obtenham dela os maiores benefícios, para o bem dos seus respectivos povos. 

 

Destaco o facto de Vossa Excelência ter incluído na Sua delegação empresários de vários sectores da economia cabo-verdiana, que com os empresários angolanos poderão criar uma importante dinâmica nas trocas comerciais entre nossos países, em benefício de ambas as economias. 

Estou convencido que juntos poderemos trabalhar para a criação de todos os mecanismos e incentivos que encorajem este movimento de empresários que queremos que seja crescente e permanente.  

A República de Angola e a República de Cabo Verde têm uma história e trajectória política semelhantes, o que nos anima a caminhar juntos para ampliarmos e aprofundarmos os laços de amizade e de cooperação existentes, visando alcançar o progresso e o desenvolvimento sócio económico de nossos países. 

 

Senhor Presidente 

Minhas Senhoras, Meus Senhores 

Mais uma vez seja bem-vindo a Angola, as angolanas e angolanos recebem-no a Si e à delegação que o acompanha de braços abertos, na certeza de que o futuro das nossas relações é bastante promissor, cabendo aos nossos respectivos governos a responsabilidade de explorar ao máximo as oportunidades que se nos oferecem. 

 

Muito Obrigado pela Vossa atenção!

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política