Política

Dirigente da ONU constata o combate à desertificação

Gabriel Bunga

Jornalista

O ministro das Relações Exteriores, Téte António, disse, quarta-feira(11), em Luanda, que o presidente da Assembleia Geral das Nações Unidas Abdulla Shahid, veio a Angola para constatar a implementação das políticas do Executivo sobre o combate à desertificação e também a forma como o país está a recuperar-se do impacto da Covid-19.

12/05/2022  Última atualização 09H05
© Fotografia por: Contreiras Pipa | Edições Novembro

Falando aos jornalistas momentos depois de receber em audiências o presidente da Assembleia Geral das Nações Unidas, logo à chegada a Luanda, disse: "É uma grande honra a República de Angola receber o presidente da Assembleia Geral da ONU que é o órgão mais representativo no sistema das Nações Unidas".

Téte António referiu que a vinda de Abdulla Shahid representa para Angola uma honra por ser uma pessoa dedicada a causas comuns, com destaque para as questões climáticas. Por esta razão, disse, o diplomata das Nações Unidas escolheu visitar o recente projecto de abastecimento de água na província do Cunene, denominado Cafu.

O presidente da Assembleia Geral da ONU, Abdulla Shahid, disse que se sente privilegiado estar em Angola e que as mudanças climáticas desafiam todos. "Venho de um país onde estas mudanças climáticas são visíveis e que devemos trabalhar juntos na resolução destas questões. As economias estão mal. Precisamos caminhar juntos, não há melhor contributo para as mudanças climáticas do que caminharmos juntos", ressaltou.

Abdulla Shahid é recebido, hoje, pelo Presidente da República, João Lourenço, e no período de tarde vai proferir uma palestra aos jovens estudantes da Academia Diplomática Venâncio de Mora. Na sexta-feira, desloca-se à província do Cunene para visitar o canal de Cafu, sistema de transferência de água do rio Cunene no município de Ombadja.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política