Sociedade

Direcção da Saúde garante alargar cobertura vacinal

Justino Victorino / Huambo

Jornalista

As autoridades sanitárias da província do Huambo estão a criar condições para, nos próximos dias, alargar a cobertura vacinal, no sentido de pôr cobro ao aumento de casos de meningite, anunciou, ontem, o supervisor de Vigilância Epidemiológica.

13/11/2022  Última atualização 12H46
Condições para aumentar a cobertura vacinal nas comunidades em curso no Planalto Central © Fotografia por: Edições Novembro
Artur Braga aconselhou que, enquanto não se realiza uma campanha mais abrangente, os pais a recorrerem, imediatamente, às unidades hospitalares sempre que notarem nos filhos sintomas da meningite, uma doença que pode matar ou causar debilidade física à criança.

O supervisor provincial da Saúde para Área de Vigilância Epidemiológica esclareceu que os sintomas mais comuns da doença são fortes dores de cabeça, rigidez da nuca, associada à febre alta, confusão mental, alteração do nível de consciência, vômitos e intolerância à luz ou sons altos.

"A meningite pode pôr em risco a vida, em função da proximidade da inflamação com órgãos nobres do sistema nervoso central. Por isso, é uma situação de emergência médica”, considerou.

Na província, os doentes de meningite têm aumentado. Por exemplo, entre Janeiro e Outubro deste ano, foram diagnosticados 212 casos, que resultaram na morte de 115 pessoas, com maior incidência em menores de 15 anos.

O supervisor provincial admitiu que a direcção do Hospital-Geral do Huambo, apesar de possuir condições para atender doentes com meningite, está preocupada com o surgimento de casos novos.

No ano de 2021, a província registou um total de 95 casos da doença, que resultaram em 45 óbitos.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade