Política

Diplomata destaca estratégia de Angola

O decano do Grupo de Embaixadores Africanos acreditados em Angola, Guy Blaise Nambo Wezet, manifestou-se satisfeito, sexta-feira(23), em Luanda, pela visão estratégica da diplomacia angolana virada essencialmente à política africana, sem descurar as questões da política externa e de cooperação internacional, além dos compromissos com outros organismos e organizações internacionais.

24/09/2022  Última atualização 08H50
© Fotografia por: DR

Durante o encontro de trabalho com o ministro das Relações Exteriores, Téte António, o também embaixador do Gabão em Angola afirmou que aprecia, com clarividência, o desempenho do Executivo angolano, liderado por João Lourenço, com maior relevância na resolução dos mais variados problemas que afligem o continente africano, como os conflitos armados ainda reinantes em certas regiões, insegurança, penúria alimentar e a necessidade de uma profunda reforma na Organização das Nações Unidas.

O decano do Grupo de Embaixadores Africanos acreditados em Angola é de opinião que os líderes africanos devem trabalhar no sentido de mudar o conceito de que África é um continente de fome, insegurança e de conflito e mostrar ao mundo a verdadeira potencialidade, tendo em conta os recursos naturais que o rodeia.

 Na visão de Guy Blaise Nambo Wezet, Angola deve amadurecer a ideia da realização de uma cimeira a nível de África, proposta pelo Presidente da República, João Lourenço, para debater os grandes desafios para o desenvolvimento do continente africano.

O encontro serviu para Téte António partilhar com o decano do Grupo de Embaixadores Africanos acreditados em Angola sobre aquilo que vai na alma da diplomacia angolana, sua estratégia e modo de actuação.

 Serviu, também, para o ministro debruçar-se sobre alguns pormenores da preparação da Organização da Cimeira dos Estados de África, Caraíbas e Pacífico (OEACP), agendada para Dezembro do presente ano, pelo que apelou a Wezet a máxima divulgação junto do seu país e do continente para uma massiva e condigna participação.

Presenciaram este encontro de trabalho Esmeralda Mendonça, secretária de Estado para as Relações Exteriores, Miguel César Domingos Bembe, director para África, Médio Oriente e Organizações Regionais do MIREX, além de altos funcionários do Ministério das Relações Exteriores.

 Guy Blaise Nambo Wezet, decano do Grupo de Embaixadores Africanos acreditados em Angola, fez-se acompanhar no evento por Saadia el Alaoui, 1ª vice-decana e embaixadora do Reino de Marrocos em Angola, Lawrence Chama Chalingumana, 2º vice-decano e embaixador da Zâmbia em Angola, e Jorge Eduardo Figueiredo, 3° vice-decano e embaixador de Cabo Verde em Angola.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política