Política

Diplomata considera “excelentes” relações Angola-África do Sul

Paulo Caculo

Jornalista

O embaixador angolano na República da África do Sul, Rui Orlando Xavier, afirmou terça-feira, em Pretória, que as relações entre Angola e África do Sul são excelentes.

19/06/2024  Última atualização 09H15
Rui Orlando Xavier abordou o estado actual da cooperação © Fotografia por: Dombéle Bernardo | Edições Novembro

O diplomata, que falava em declarações aos jornalistas, à margem da participação do Presidente João Lourenço na cerimónia de investidura do líder sul-africano, disse haver condições para a cooperação dar um salto de qualidade, agora com a reeleição de Cyril Ramaphosa.

"As relações entre Angola e a África do Sul são excelentes e esperemos que, a partir desta data, elas possam dar um salto de maior qualidade”, afirmou Rui Orlando Xavier, para sublinhar em seguida que os países vão trabalhar para o incremento e diversificação das relações.

"A África do Sul é um país importante no continente africano”, acrescentou o diplomata angolano.

Rui Orlando Xavier referiu, ainda, que ambos os países estão a trabalhar no sentido de alargar a cooperação a outras áreas, destacando como sectores prioritários o Comércio, a Energia, Saúde e Tecnocientífica.

"As áreas são vastíssimas neste momento, para começarmos uma nova era nas relações entre os dois países”, explicou.

Instado a avaliar o comportamento da comunidade angolana, o embaixador Rui Orlando Xavier considerou de "exemplar”, esclarecendo que o número de cidadãos nacionais residentes na África do Sul "anda à volta dos 30 mil”, num universo bastante heterogéneo.

"Há estudantes e pessoas que se deslocam para a África do Sul, a fim de fazer o tratamento médico e outros que decidiram residir aqui na África do Sul. De uma maneira geral, temos uma comunidade que se comporta muito bem e dentro daquilo que é normal, sem consequências negativas”, esclareceu.

Questionado se a presença do Presidente João Lourenço ajudaria a mobilizar a comunidade, o embaixador na África do Sul revelou que apesar de não haver previsões de um encontro com os angolanos residentes, a estada do Chefe de Estado constitui sempre motivo de satisfação.

"Representa muito para todos nós angolanos, embora, infelizmente, o Presidente não terá um contacto directo com a comunidade, porque vem para uma actividade muito específica. Mas, a sua presença, representa muito para os cidadãos angolanos que aqui estão”, frisou.

A localização geográfica da África do Sul, que se encontra próximo de Angola e o desenvolvimento no campo da Saúde e da Educação foram enumerados pelo embaixador Rui Orlando Xavier como as razões da escolha de angolanos em viajar para o território sul-africano.

Muitos dos cidadãos nacionais, acrescentou o diplomata, deslocam-se à procura das melhores condições de saúde e de melhor formação de ensino.

"Agora, dizer se irá aumentar ou não, vai tudo depender da nossa oferta no país”, esclareceu, em resposta à questão colocada pelo Jornal de Angola, sublinhando, também, que o país está a dar passos significativos no sentido de desenvolvimento, com a construção de novos hospitais e universidades.

"O que poderá acontecer, agora, é o intercâmbio maior a nível do Ensino Superior, na formação e troca de experiências”, disse.

As trocas comerciais entre os dois países, segundo ainda o diplomata, não estão ainda ao nível do que se desejava, justificando haver, ainda, "muito por fazer e trabalhar”, embora perspectiva que estejam lançadas as bases para uma maior diversificação da cooperação no capítulo económico.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política