Cultura

Dia da Consciência Negra assinalado com exposição

Manuel Albano

Jornalista

“Despertar Consciências” é o título da mostra fotográfica que abre amanhã, às 10h00, no Centro de Formação e Animação Artística do Cazenga (Anim’Arte), em Luanda, para saudar o Dia da Consciência Negra, que é celebrado hoje no Brasil.

18/11/2021  Última atualização 09H20
Mostra fotográfica retrata alguns momentos da digressão de uma delegação da Associação Globo Dikulu à cidade de São Paulo © Fotografia por: DR
Com 60 imagens fotográfica de momentos de uma visita guiada, há dois anos, pela Associação Globo Dikulu, por alguns dos locais e sítios históricos no centro da cidade de São Paulo, no Brasil, a mostra fica patente até ao final do mês, no centro Anim’Arte do Cazenga.

A exposição, enquadrada no âmbito do intercâmbio Angola - Brasil, é uma forma de celebrar o Dia da Consciência Negra e representa para a presidente da Globo Dikulu, Gloria da Silva, o fortalecer da troca de experiência e das relações de amizade entre os dois povos.

Gloria da Silva disse, ontem, ao Jornal de Angola, que o centro da exposição é o simbolismo histórico do acervo museológico do Museu Afro-Brasil, considerado um dos principais pontos de atracção turística da cidade de São Paulo.

A mostra, adiantou, resulta da experiência da delegação angolana no Brasil, no âmbito de um intercâmbio entre o Colectivo Raízes e a Globo Dikulu, inserida na segunda edição do Festival de Cinema, Artes e Literatura Africana (Fescala).

Com a exposição, frisou, o público vai pode ver as imagens captadas pelas fotógrafas brasileiras Ana de Oliveira e Ana Lú e o antropólogo angolano Inocêncio Oliveira. "São os momentos vividos entre as pessoas de ambos países”, revelou.

As visitas
A visita feita pela delegação angolana passou por locais importantes de São Paulo como o edifício Martinelli, o Teatro Municipal, a Estação da Luz, a Pinacoteca, o Parque Ibirapuera, o Museu Afro- Brasil, a Praça das Artes, a Catedral da Sé, o Mercado Municipal e o Brás, onde vive a maior comunidade angolana. O intercâmbio incluiu ainda visitas aos locais de apresentações como o Itaú Cultural.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura