Sociedade

Detidos suspeitos de matar moto-taxistas em Cacuaco

Uma rede de supostos criminosos, composta por quatro indivíduos, entre os quais, uma mulher que tinha a missão de atrair as vítimas, foi detida, no município de Cacuaco, em Luanda, por, supostamente, terem assassinado a tiro seis moto-taxistas e roubado as motorizadas.

25/11/2022  Última atualização 11H00
Detidos suspeitos de matar moto-taxistas em Cacuaco © Fotografia por: DR

O porta-voz em exercício do SIC-Luanda, inspector Emanuel Capita, referiu que o grupo actuava em várias zonas do município de Cacuaco, sob liderança de um indivíduo, conhecido apenas por Mamadu.

Para conseguir os intentos, o grupo usava uma adolescente, de 16 anos, que, mediante concertação, mandava parar uma motorizada e num certo local com pouca iluminação, pedia para descer. "É aqui onde aparecia o líder do grupo, recebia a moto e matava o seu proprietário”, explicou.

O porta-voz em exercício do SIC-Luanda adiantou que o grupo também assaltava residências e realizava furtos na via pública, sendo que o seu líder Mamadu já esteve detido por inúmeras vezes.

A adolescente integrante do grupo explicou que conheceu Mamadu em casa da irmã deste, em Cacuaco, altura em que passou a manter uma relação amorosa, que durou dois meses. Disse que terminou o namoro, após estar cansada da vida criminosa de que era submetida.

"O Mamadu obrigou-me a entrar para o grupo e atrair os moto-taxistas, sob ameaça de matar os meus pais e outros integrantes da minha família”, contou a adolescente, que acrescentou que o dinheiro, fruto das vendas das motos, era repartido equitativamente.

Após terminar a relação com Mamadu, a rapariga optou por uma outra relação, mas com um jovem do mesmo grupo de marginais.

Emanuel Capita garantiu que o SIC já apreendeu as seis motorizadas roubadas pelo grupo.

 

 

 

 

 

 

 

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade