Sociedade

Detidos indivíduos em Benguela suspeitos de roubar 38 cabeças de gado

Maximiano Filipe|Benguela

Jornalista

Pelo menos dois indivíduos foram detidos, pelo Comando Municipal da Polícia Nacional, em Benguela, sob suspeita de terem roubado 36 cabeças de gado bovino, que seriam comercializados em Luanda.

13/11/2022  Última atualização 12H55
Polícia Nacional vai reforçar acções de combate ao roubo de gado na província de Benguela © Fotografia por: Dombele Bernardo | Edições Novembro

O comandante municipal de Benguela, Filipe Cachota, avançou que os dois cidadãos nacionais foram detidos, no bairro 4 de Abril, após denúncia pública de que os mesmos circulavam com os animais, nas imediações de uma fábrica de gelo.

Os detidos, com 38 e 22 anos, respectivamente, sendo o primeiro natural do Cubal (Benguela) e o segundo nascido em Chicomba (Huíla), ambos residentes na Baía Farta, após interpelação policial, confessaram o crime de furto dos animais.

No momento da detenção, explicou, a manada encontrava-se já num curral, no bairro Calossombecua, próximo à área do Capululu, onde fizeram a movimentação dos animais a mando de um senhor,  residente na zona do Gama, que se intitulava proprietário do gado.

Mediante operações investigativas, referiu que a Polícia localizou mais dois indivíduos, na Baía Farta, envolvidos no mesmo roubo.

Além desse caso, o comandante Filipe Cachota explicou que, no quadro de uma micro operação, realizada antes do 11 de Novembro, foram detidos, em Chamune e Kalohanga (Baía Farta), 11 cidadãos, sob suspeita de serem autores recorrentes de furto de gado.

A acção, desenvolvida pelos efectivos de Investigação de Ilícitos Penais, ajudou na recuperação de sete cabeças de gado, que tinham sido roubados por esse grupo de supostos marginais.

 

CISP regista 4.538 chamadas

O Centro Integrado de Segurança Pública, (CISP) registou 4.538 chamadas válidas, durante este, sendo que as ligações mereceram a intervenção das forças e serviços de Segurança de Benguela.

O delegado provincial do Ministério do Interior (MININT), em Benguela, Aristófanes dos Santos, que falava durante o acto que marcou o segundo aniversário do CISP, sublinhou 4.538 chamadas, 2.876 caso foram de natureza criminal, 160 voltadas à Protecção Civil e Bombeiros, 778 de acidentes, 724 para o Instituto Nacional de Emergências Médicas (INEMA).

Em igual período, disse o também comandante provincial da Polícia em Benguela, foram registadas 5.936 chamadas no âmbito da utilidade pública, sendo o total de chamadas válidas e  tratadas.

O comandante provincial salientou que foram flagrados pelas câmaras de videovigilância 301 ocorrências de acidentes, tendo como causas principais a falta de prudência e perícia por parte dos automobilistas.

Aristófanes dos Santos fez saber que outras acções importantes foram efectuadas, com destaque para um total de 186 solicitações de fichas biométricas, em que se potenciaram os órgãos de Investigação Criminal (SIC) e de Justiça com dados operacionais.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade