Sociedade

Detidos autores de roubo de materiais do projecto

Dois marginais que vandalizavam e furtaram materiais de canalização do projecto “Água para Todos”, nos bairros periféricos da cidade de Mbanza Kongo, província do Zaire, foram detidos, ontem, por efectivos do Serviço de Investigação Criminal.

12/12/2019  Última atualização 12H10
DR

Um trabalho de investigação da Polícia Nacional, ainda em curso nas zonas rurais e suburbanas dos municípios do Zaire, culminou, há dias, com a detenção, em flagrante delito, de um funcionário da Empresa de Águas e Saneamento do Zaire, que exercia a função de fiel de armazém.

O indivíduo foi apanhado em flagrante delito por efectivos do SIC, à noite, quando subtraía do armazém, à sua guarda, numerosas peças de canalização, entre contadores, uniões e tubos do projecto “Água para todos”.
Um outro cidadão, vendedor ambulante, que adquiria as peças roubadas, foi igualmente surpreendido e detido pelo SIC a comercializar os materiais no mercado paralelo, em Mbanza Kongo.
“Os meliantes, considerados altamente perigosos, furtavam e vandalizavam os materiais de canalização durante a noite, altura em que os moradores se encontravam a dormir”, disse fonte da Polícia Nacional.
O programa prevê instalar em Mbanza Kongo 15 mil ligações domiciliárias, das quais cinco mil são torneiras com respectivos contadores, já instalados, que os meliantes sabotaram, para atrasar e dificultar a inauguração do projecto de água na região.
“O material está a ser recolhido junto dos vendedores de peças e sobressalentes de canalização de água”, informou Carlos Fidel, porta-voz do Ministério do Interior no Zaire, que deu a conhecer a instauração de processos-crime contra os dois indivíduos.
A Polícia Nacional no Zaire entregou, ontem, às unidades sanitárias da cidade, seis toneladas de medicamentos diversos apreendidas na fronteira do Luvo, camufladas por baixo de outras mercadorias provenientes da República Democrática do Congo.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade