Sociedade

Detidos acusados de matar anciãos

Marcelino Wambo | Huambo

Jornalista

Nove cidadãos acusados de estarem envolvidos no assassinato de três anciãos, por alegada crença ao feiticismo, aguardam pelo encaminhamento ao Ministério Público, depois da sua detenção pelo Serviço de Investigação Criminal no Huambo, informou, domingo (28), o sub-chefe de Investigação Criminal Miguel Calembe.

29/11/2021  Última atualização 09H05
© Fotografia por: DR
O chefe de Comunicação Institucional e Imprensa do SIC  no Huambo explicou que o caso ocorreu no passado mês de Outubro, quando os detidos, depois de acusarem as vítimas de estarem a travar a chuva, numa altura em que se fazia sentir a falta das mesmas, nas localidades do Ukuma e Galanga, município do Londuimbali, espancaram-nas, até à morte.

Acrescentou que as vítimas foram espancadas quando se encontravam nas lavras e que, apesar de serem socorridas nos postos de saúde, acabaram por morrer.  


Algumas testemunhas asseguram que casos de acusações de feitiçaria têm sido recorrentes e apontam ser este o primeiro acontecimento nas localidades do Ukuma e Galanga que resultaram em morte de anciãos.  O sociólogo Memória Ekulika frisou que a atitude é condenável, pelo facto de ter sido feita justiça por mãos próprias, pois "ninguém tem o direito de retirar a vida de alguém”.


Realçou que casos de acusações de feitiçaria em Angola são recorrentes, mas os denunciantes nunca têm plena certeza da incriminação.



 

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade