Cultura

Ministério da Cultura felicita escritora Djaimilia de Almeida pelo prémio Oceanos

O Ministério da Cultura felicitou, ontem (quinta-feira), em Luanda, a escritora Djaimilia Pereira de Almeida pela conquista do Oceanos - Prémio de Literatura em Língua Portuguesa, com o romance 'Luanda, Lisboa, Paraíso'.

06/12/2019  Última atualização 10H40
DR © Fotografia por: Djaimilia Pereira de Almeida

Numa nota de imprensa, o ministério faz referencia ao facto de a escritora ter herdado o punho da escrita dos pais, Joaquim Pereira de Almeida, jornalista que exerceu as funções de chefe de reportagem do Jornal de Angola, e da também jornalista Laurinda Santos, que foi adida de imprensa de Angola em Washington.

O prémio Oceanos teve a participação de 1.467 concorrentes com obras lançadas por 314 editoras de 10 países. O romance “Luanda, Lisboa, Paraíso” conta a história de Cartola de Sousa, parteiro num hospital em Luanda, e Aquiles, seu filho, nascido com um calcanhar defeituoso.

O título do livro traça o percurso feito por pai e filho na viagem a Portugal que começa cheia de sonhos e esperança - de uma Lisboa idílica que os receberia como portugueses, mas que acaba por ser uma epopeia sem regresso e sem lugar para a ilusão.

Djaimilia Pereira de Almeida nasceu em 1982, e fez a sua estreia no mundo literário em 2015, com o livro “Esse Cabelo”. É doutorada em Estudos Literários pela Universidade de Lisboa. O vencedor do prémio recebe 120 mil reais (27 mil euros), o segundo classificado 80 mil reais (18 mil euros) e o terceiro 50 mil reais (11 mil euros).

O Oceanos-Prémio de Literatura em Língua Portuguesa (conhecido até 2014 como Prémio Portugal Telecom de Literatura) é considerado um dos prémios literários mais importantes entre os países de língua portuguesa, a par do Prémio Jabuti ou Prémio Camões, sendo considerado o equivalente lusófono do britânico Man Booker Prize, pelas semelhanças das suas regras e alto valor financeiro.

O Prémio foi criado em 2003 pela empresa portuguesa de telecomunicações Portugal Telecom para prestigiar e divulgar a literatura brasileira, seleccionando o melhor livro do ano. A partir de 2007, o prémio passou a estar aberto a autores de todos os países de língua portuguesa.

 

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura