Regiões

Lunda-Norte recolhe bens para apoiar vítimas da seca

Cerca de 150 toneladas de bens de primeira necessidade foram entregues, na cidade do Dundo, ao Governo Provincial da Lunda-Norte, pela Fundação Brilhante, instituição de caris social da ENDIAMA, e pela empresa Muzagrece do município do Lucapa, para apoiar as vítimas da seca no Sul do país.

30/06/2019  Última atualização 18H56
Victorino Matias| Edições Novembro © Fotografia por: Donativo é destinado às províncias do Cunene, Huíla, Namibe e Cuando Cubango

As doações surgiram em face do apelo feito pelo Governo da província à classe empresarial e à sociedade civil local com vista a acudir a situação difícil que inúmeras famílias das províncias do Cunene, Huíla, Namibe e Cuando Cubango enfrentam.

Em jeito de resposta, no quadro da sua responsabilidade social, a Fundação Brilhante fez a entrega de 120 toneladas de bens de primeira necessidade, dentre os quais água mineral, óleo alimentar, bolacha, sal, massa tomate, esparguete, arroz, fuba de milho, feijão, mantas, roupa e sabão.
Por seu turno, a empresa Muzagrece do município do Lucapa entregou 30 toneladas de bens diversos, com realce para água mineral e produtos alimentares.
“Ouvimos o apelo do Governo e viemos entregar esse donativo, de modo a minimizar o sofrimento das populações que vivem na zona Sul do país”, disse Maria Mercedes Fortunato, directora executiva da Fundação Brilhante.
Além dos bens alimentares e água, Maria Fortunato disse que a Fundação Brilhante entregou também roupas apropriadas para a época do cacimbo. “visto que estamos no período de frio, onde as temperaturas naquelas províncias estão muito baixas; entregámos mantas para as pessoas se protegerem”, referiu.
No acto da recepção do donativo, o governador da província da Lunda-Norte, Ernesto Muangala, enalteceu o gesto, referindo que “vai fazer com que se diminuam as necessidades da população afectada pela seca, nas províncias do Cunene, Huíla, Namibe e Cuando Cubango”.
Ernesto Muangala sublinhou que a campanha vai continuar até ao dia 15 de Julho do ano em curso e apela a outras entidades empresariais e singulares no sentido de abraçarem a causa, de modo a socorrer a população afectada pela seca.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões