Economia

Empresários de Malanje apostam no cabaz local

Um cabaz de bebidas, doces, cereais e outros produtos denominado Watowala (está doce, em português) está disponível, este ano, nos estabelecimentos comerciais da província de Malanje, uma medida destinada a dar maior visibilidade e valorização à produção local.

09/12/2018  Última atualização 13H00
EDIÇÕES NOVEMBRO © Fotografia por: Produtos do campo entram nas contas dos comerciantes

O cabaz é uma iniciativa de empresários de Malanje e comporta mandioca, feijão, cogumelos, farinha torrada, ginguba, fuba, ovos, água mineral, aguardente caseira, açúcar Capanda e outros bens produzidos em Malanje, estando a ser comercializados entre 35 a 45 mil kwanzas, de acordo informações obtidas pela Angop no mercado.
A presidente da Associação de Mulheres Empresárias de Malanje (ASSOMEJE), Ana José, disse que os empresários envolvidos na criação do cabaz foram animados com o propósito de “fazer diferente” e consciencializar a população para aquisição de bens de produção local.
O governador de Malanje, Norberto dos Santos, elogiou os empresários pela iniciativa, considerando que tal demonstra a sua criatividade e o potencial da província, encorajou as famílias a adquirirem os produtos.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia